1ª Carta aos Tessalonicences: origem do Novo Testamento

Quarta, 13 de Setembro de 2017.

Estamos celebrando mais um setembro da Bíblia; nesse ano dedicado ao estudo da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses, que tem como fundamento o anúncio do Evangelho e a doação da própria vida. Daí o tema:Para que n´Ele nossos povos tenham vida. Este tema foi escolhido a partir de uma proposta pastoral do Documento de Aparecida que descreve nossa missão: Ser Discípulos Missionários de Jesus Cristo, para que nele nossos povos tenham vida. E o lema: Anunciar o Evangelho e doar a própria vida (cf. 1Ts 2, 8). É oprimeiro escrito do N.T e o mais antigo documento cristão escrito por São Paulo e sua equipe missionária que o acompanhava em sua segunda viagem evangelizadora (cf. 1Ts 1,1).
Para entendermos a origem dessa carta, recordemos que Paulo, Silas e Timóteo fizerama segunda viagem missionária visitando as comunidades fundadas durante a primeira viagem. Chegando a Trôade, Paulo teve a visão do macedônio que lhes dizia: “venham para a Macedônia e ajude-nos.” (At 16,9). Eles atenderam ao pedido e seguiram viagem por mar. Dessa forma,Palavra de Deus chegou à Europa: a Filipos (At 16,11-12), depois a Anfípolis,à Apolônia e finalmente à cidade de Tessalônica, capital da província da Macedônia (At 17,1).
Situada à beira mar, com um porto bem movimentado, Tessalônica era atravessada pela Via Egnatia, uma das mais importantes estradas do império romano que ligava as cidades de Bizâncio e Roma. Na época, a cidade tinha uma população estimada em 25 mil habitantes. Tessalônica era considerada uma “cidade livre”, ou seja, podia constituir um governo próprio, com uma assembleia popular e eleição regular de seus magistrados, chamados de politarcas (At 17,8). Era uma cidade movimentada pelo comércio e pelos negócios e tinha uma grande variedade de religiões, além do judaísmo.
Paulo e sua equipe chegaram à Tessalônica depois de intensa atividade em Filipos (At 17,1-9). Não sabemos quanto tempo a equipe pôde trabalhar em paz na cidade de Tessalônica. O livro dos Atos informa que “durante três sábados” (At 17,2) os missionários pregaram aos judeus na sinagoga, aode foram rejeitados. Sua pregação consistia em apresentar Jesus como o Messias esperado (At 17,3). Devida a rejeição e perseguição, a equipe se voltou para os pagãos (At 17,4), que aceitaram Jesus Cristo. Formaramentão uma pequena comunidade cristã que se reunia na casa de Jasão, onde a equipe se hospedou (At 17,5-7).
Mas os dirigentes da sinagoga sentiram que os missionários estavam atrapalhando seus trabalhos, tirando adeptos de suas reuniões. E por isso
contrataram “indivíduos maus e vagabundos” (At 17,5) para provocarem tumultos na cidade e, assim, acusarem Paulo de estar promovendo atos políticos considerados subversivos pela política imperial (At 17,6). Para que Paulo não fosse preso, os irmãos da comunidade de Tessalônica levaram Paulo e Silas, na calada da noite, para a cidade vizinha de Bereia, onde a equipe encontrou um ambiente mais favorável e retomou seus trabalhos missionários. Dali, Paulo seguiu sozinho em direção à Atenas. Por fim, chegou a Corinto, onde se hospedou na casa de Priscila e Áquila (At 18,1).
Mas em Tessalônica o processo jurídico continuava. Não sabemos quanto tempo durou até os magistrados lavrarem uma sentença. Alguns acham que um inquérito deste tipo durava no mínimo uns três meses. Durante este tempo, Silas e Timóteo voltaram e continuaram trabalhando em Tessalônica. Depois foram ao encontro de Paulo, em Corinto. Lá contou tudo o que havia acontecido em Tessalônica (cf1Ts 3,6) e como a comunidade tinha sobrevivido às perseguições e ao processo no tribunal da cidade. Contaram também que começaram alguns problemas de convivência dentro da comunidade.
Paulo, não podendo voltar a rever pessoalmente seus amigos e amigas, resolveu escrever uma carta para a comunidade de Tessalônica. Já que não poderia estar presente fisicamente, ao menos se faria presente na comunidade através da sua carta.Assim surgiu a primeira carta da Equipe Missionária para a Igreja em Tessalônica. Sem saber, Paulo estava dando inicio a uma nova coleção Bíblica: o Novo Testamento. Sobre o seu conteúdo, retomaremos na semana seguinte. Sintam-se convidados os que desejarem um aprofundamento, para a Noite Bíblica no Triangulo, nesta quinta-feira, às 19h.

Medoro, irmão menor-padre pecador

Por Padre Medoro