Irmã Casilda: 60 anos de consagração pelos operários

Quarta, 13 de Dezembro de 2017.



Terra de Santa Tereza D’Avila e de Santo Inácio de Loyola, a Espanha é pátria de santos. Ao Brasil já deu Anchieta, tão importante em nossa formação. Três Rios, e particularmente a Paróquia de São José Operário também foram presenteados. Nós recebemos de Deus e da Espanha, a nossa querida irmã Casilda Iñiguez Gabanes, que nesse domingo, 17, estará celebrando seis décadas de vida consagrada.
Alegre, dinâmica, trabalhadora, fraterna, solidária, faltará espaço para o registro das qualidades desse exemplo de religiosa. Ela nasceu em Miranda deEbro em 27 de dezembro de 1937. Mas como no dia 28 de dezembro celebra-se a Festa dos Santos Inocentes, pois conta a tradiçãopopular que quando a Sagrada Família fugiu para o Egito levando o Menino, ameaçado de morte pelo Rei Herodes, as ferraduras do burrinho estavam colocadas ao contrário. Com isso os perseguidores foram enganados. E Herodes não pode sacrificar o Menino Jesus. Na mesma linha, o pai da pequena Casilda falou para os seus filhos: “A menina que nasceu, estava com dentes”. Por causa disso, do engano feito com os irmãos através dessa brincadeira paterna, o aniversário se foi celebrado em 28 de dezembro durante muitos anos.
A menina sempre foi muito inteligente. Aos 7 anos já sabia ler, para alegria do pai que um dia colocou-a para ler o jornal diante de um grupo de amigos. Nessa mesma idade, em 10 de maio de 1945 fez a primeira comunhão, na lembrança se lê “O dia mais feliz da minha vida”.
Quando tinha apenas8 anos de idade seu pai faleceu. Essa fatalidade fez com que mudasse de sua cidade natal para viver com umatia professora. Viveu com a tia até os 14 anos. Foi quando regressou ao convívio da mãe e irmãos que começou a frequentar o colégio das Irmãs Filhas de São José. A participação no cotidiano da vida das Filhas de São José, levou-a a encantar-se com a vida simples das Irmãs; também frequentava a Comunidade Paroquial e fez parte do Grupo da Catequese, onde se sentia feliz partilhando a sua fé no ensino do catecismo às crianças.
Foi durante um retiro que se questionou diante da proposta de Santo Inácio, “O que Jesus fez por mim? O que eu faço por Jesus? O que estou disposta a fazer por Jesus? A resposta foi a decisão de se consagrar inteiramente a Ele abraçando a Vida Religiosa. Entrou na Congregação das Filhas de São José no dia 13 de junho de 1955 e fez os primeiros votos no dia 23 de dezembro de1957.No dia 17 de Janeiro de 1958 recebeu o envio para o Brasil, para a fundação da Comunidade de São João Nepomuceno,em Minas Gerais. Chegou ao Brasil no dia 6 de março de 1958 e na cidade de mineira no dia 19 de março de 1958.
A Irmã Casilda é muito grata ao povo mineiro que lhe ensinou não só afalar o português, mas o seu jeito simples de viver e acolher; lhe ajudando na sua inculturação, dos valores do povo simples.
Serviu ao Senhor em vários serviços que a Congregação lhe confiou e em várias Comunidades, até chegar aqui na nossa Paróquia de São José Operário no dia 7 de julho de 2011 e junto com as Irmãs Mª José ,Ignes e, logo depois, Ir Pureza formaram a Comunidade das Filhas de São José, de Três Rios, aonde está a serviço das 5 comunidades de nossa paróquia. Abraça, com admirável e impar dedicação a 7 ministérios eclesiais na paróquia: formação permanente dos coordenadores de Círculos Bíblicos, acompanhamento dos vários Grupos da Pastoral da Juventude, coordenação da Pastoral da Liturgia, membro do CAP-Comissão de Assessoria Pastoral, agente da Pastoral da Acolhida no Espaço de Acolhimento Padre Butiña e compõe o Coral Operários de São José. A nível diocesano é membro da CDP-Coordenação Diocesana de Pastoral e da CRB-Conferência dos Religiosos do Brasil. Na congregação é êconoma da Comunidade Josefina de Três Rios.
A Irmã Casilda diz: “Sempre me senti realizada na missão, e muito feliz. Depois de 60 anos de Seguimento como discípula e missionária, só tenho a agradecer a Deus por tão grande DOM.” O seu lema é: ”Eis que venho fazer, com prazer, a vossa vontade, Senhor” (Sal 39). Parabéns! Parabéns! Com votos de continuada longevidade lúcida, saudável, feliz e fraterna encharcada de fé, bondade e alegria!
Medoro, irmão menor-padre pecador

Por Padre Medoro

B01 - 728x90