Padre Geraldo, 60 anos de sabedoria, simplicidade e santidade

Quarta, 28 de Junho de 2017.

Padre Geraldo, 60 anos de sabedoria, simplicidade e santidade

A Igreja, não só a Diocese de Valença, celebra jubilosa e agradecida os 60 anos de fecundo ministério pastoral de nosso tão querido Padre Geraldo Ferreira Dias A celebração com os bispos e padres de nossa comunidade diocesana, que normalmente se dá na Catedral de Nossa Senhora da Glória, será, por escolha afetiva de nosso amado jubilando, aqui em Três Rios – por quem tem um bem querer todo especial – precisamente na Igreja Matriz de Santa Luzia, na Vila Isabel, na próxima sexta-feira, dia 30 de junho, às 19 horas. Sabendo que tudo o que é verdadeiramente humano é recíproco, os fiéis trirrienses, especialmente seus agradecidos fiéis das paróquias de Vila Isabel e Triângulo já se mobilizam para festeja-lo com o calor da fé, do amor e da gratidão.



Filho da cidade mineira de Teófilo Otoni, viveu a sua segunda infância em Itambacuri, também nas Minas Gerais, aonde foi aluno e coroinha e aluno das Irmãs Clarissa, onde desabrochou sua vocação. Em seguida, seguiu para o Seminário Menor dos Capuchinhos, em Santa Teresa, ES. Fez Noviciado de Taubaté, SP, e o Seminário Maior em Itambacuri, até celebrar a sua Ordenação Sacerdotal na querida terra natal, Teófilo Otoni, no dia primeiro de Julho de 1957. E a partir de então uma riquíssima caminhada sacerdotal de amor-serviço ao Povo de Deus, destacando-se pela evangelização das famílias e da cultura.



Seu ministério foi enriquecido pela ação missionária e pastoral de Frei Jorge Scarso que deixou na Paróquia de Mantena, MG, centenas de Marianos (dois Mil), de Filhas de Maria, Vicentinos e Liguistas que formavam um verdadeiro exercito, movidos pelo entusiasmo. Era uma Paróquia de 62 comunidades visitadas na sua maior parte a cavalo, por ele e seus dois confrades. De Mantena foi transferido para a cidade de Conceição do Mato Dentro, MG, de onde fora transferido para Santa Teresa, ES. Após cinco anos de paroquiato, foi transferido para Gonçalo, RJ, e daí para Niterói.



Ali deixou as marcas materiais de sua competência e generosidade pastoral na continuidade da construção da Escola Paroquial, idealizada por Frei Jorge. Exerceu a Capelania Carcerária, na Penitenciária de Niterói. Antecipou o Concílio Vaticano II promovendo a 1ª Semana do Leigo, despertando para sua inserção no mundo cultural e social. Foi transferido para a Tijuca, no Rio de Janeiro quando distinguido com um Ano Sabático em São Paulo pelos seus trinta anos de ministério; quando teve a honra da presença do Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns na celebração dos 30 anos da Paróquia. Tornou-se amigo pessoal e colaborador confiante do Cônego Amaury Castanho que veio a ser nomeado bispo de Valença.



Foi então que a convite de Dom Amaury veio em 1981 para a nossa Diocese, exercendo o seu ministério interinamente, em Rio das Flores. Atuou ainda como Pároco nas paróquias do Monte D’Ouro em Valença, Triângulo e Santa Luzia, em Três Rios. Num período excepcional de quatro anos foi Reitor do Santuário Nacional do Coração de Jesus em Itú, SP e também Vice Reitor do Seminário Propedêutico da Diocese de Jundiaí. Em nossa Diocese ainda exerceu os ministérios de Vigário Episcopal da Região 2, membro do Conselho Presbiteral e do Conselho de Consultores, Assistente Espiritual do Cursilho de Cristandade, do Movimento de Emaús, do ECC-Encontro de Casais com Cristo e Presidente do Conselho Deliberativo do Hospital de Clínicas Nossa Senhora da Conceição, em Três Rios.



 Registramos enfim as marcas materiais de seu fecundo ministério em nossa diocese: Centro Pastoral João Paulo II, no Monte D’Ouro, Centros Pastorais Comunitários dos bairros valencianos Dudu Lopes e Jardim Valença e o Centro Pastoral de Vila Isabel. E a capela de Santa Terezinha . E tudo isso ainda enriquecido com a Licenciatura em Filosofia e fazendo também o Curso de Parapsicologia, vindo a lecionar em São Paulo. A riqueza de sua pessoa e a fecundidade de seu pastoreio.  estão marcadas pela espiritualidade franciscana. com suas marcas da sabedoria, simplicidade e santidade.



Depois de celebrar os seus 58 anos de ministério sacerdotal, pediu renúncia da Paróquia de Santa Luzia, transferindo para Vassouras, auxiliando na Paróquia Nossa Senhora da Conceição como Vigário Paroquial.



Tenha, irmão amigo, uma longevidade saudável, lúcida, fraterna, feliz, bonita e santa, com a graça do Bom Pastor!



 


Por Padre Medoro

B01 - 728x90