Especialistas alertam para a prevenção à gripe

Como aumento da circulação do vírus nos próximos meses, vacinar-se ainda é a forma mais eficiente de prevenir a doença

Estado do Rio - (Saúde) - Sábado, 14 de Abril de 2018.

Especialistas alertam para a prevenção à gripe

O meio do ano se aproxima e as baixas temperaturas deste período vêm acompanhadas das típicas doenças de inverno. Entre elas, a gripe, que pode ser provocada pelo vírus Influenza, e se agravar entre a população mais suscetível à doença. Os subtipos que mais frequentemente infectam os humanos, são A(H1N1), A (H3N2) e Influenza B, que podem ser combatidos com medidas simples de higiene, além da vacinação que será aplicada ao público-alvo dentro da 20ª Campanha de Vacinação contra a Influenza, programada pelo Ministério da Saúde, a partir do próximo dia 24 em todos os 92 municípios do Rio.
"A vacinação é a forma mais segura e eficaz para prevenir a gripe e suas complicações. Na maioria dos casos, a doença não se torna grave, mas entre os grupos suscetíveis, pode evoluir para casos de maior gravidade e, por isso, é essencial que a nossa população mais vulnerável esteja protegida", destaca o secretário de Estado de Saúde, Sérgio Gama.
Gestantes, crianças com idades entre 6 meses e menores de 5 anos, pessoas com mais 60 anos, mulheres com até 45 dias após o parto, pacientes crônicos, além de profissionais de saúde e indígenas fazem parte do grupo prioritário por estarem mais suscetíveis ao contágio e complicações da doença e devem ser vacinados ao longo da campanha. As doses imunizam contra os três subtipos de gripe que mais circulam no inverno: A/H1N1, A/H3N2 e Influenza B.
Em 2018, até o dia 9 de abril, foram notificados 123 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no estado, sendo 4 deles causados pelo vírus H1N1 e 11 provocados pelo vírus H3N2. No mesmo período foram notificados 13 óbitos por SRAG no estado, sendo 1 por H3N2.
"Todos os subtipos do vírus, incluindo o H3N2, já circulam em território nacional há décadas e vem sendo monitorados conforme a sazonalidade da transmissão e o cenário epidemiológico apresentado. O estado do Rio de Janeiro vem seguindo as orientações internacionais de combate à doença, com a aplicação de vacina, e orienta a adoção de medidas preventivas que devem ser lembradas por toda a população, como lavar as mãos com frequência e não compartilhar objetos de uso pessoal", enfatiza o Superintendente de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da SES, Mário Ribeiro.

Tire suas dúvidas sobre a gripe:

O que é Influenza? - É uma doença viral febril, aguda, comumente conhecida como gripe, geralmente benigna e autolimitada. Caracteriza-se por sintomas como febre, tremores, dores de cabeça, dor de garganta e rouquidão, além de alterações respiratórias, como tosse seca e coriza. A infecção geralmente dura, aproximadamente, uma semana. Existem três tipos de vírus Influenza: A, B e C. O vírus Influenza C causa infecções respiratórias brandas, sem causar impactos na saúde pública ou estar relacionado com epidemias. Já os vírus A e B são responsáveis por epidemias sazonais. O vírus Influenza A é classificado ainda em subtipos H1N1 e H3N2, além do H7N9.

Transmissão - Ocorre pelo contato com pessoas infectadas, ao tossir, espirrar ou falar. Pode ser transmitida ainda indiretamente pelas mãos, após contato com superfícies contaminadas por secreções respiratórias.

Sintomas - Pessoas com gripe podem apresentar febre, tosse ou dor na garganta, além de dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. Já o agravamento pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração (cansaço extremo).

Como se prevenir - A vacinação contra a gripe é a forma mais eficaz de evitar a doença, mas pequenas ações no dia a dia também podem ajudar, como manter as mãos sempre limpas, principalmente antes de consumir algum alimento; utilizar lenço descartável para higiene nasal; cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir; evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca; higienizar as mãos após tossir ou espirrar; não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas; manter os ambientes bem ventilados; evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe. Secom RJ

Por Redação

Publicidade
200 produtos com 50OFF -  468x60
200 produtos com 50OFF - 300x250