ÚLTIMAS NOTÍCIAS
ÚLTIMAS

2 Bilhões no Fundo de Cultura

Sábado, 16 de Maio de 2020.

Atualizado em Sexta, 15 de Maio de 2020 às 18:38 horas.

  2 Bilhões no Fundo de Cultura

A Lei de Emergência para a Cultura, a PL 1075que dispõe sobre as ações emergenciais destinadas ao setor culturale trabalhadores da cultura enquanto as medidas de isolamento e quarentena estiverem vigentes, autoria da deputada Benedita da Silvajunto com outros deputados, deverá entrar em pauta na próxima semana na Câmara dos Deputados. Durante a WebConferenciada Lei Emergência Cultural que aconteceu na quinta, 14 a deputada Jandira Feghali, relatora do projeto de lei anunciou que cerca de 2 bilhões da verba destinada ao Fundo Nacional de Cultura encontram-se parados e que parte desse dinheiro poderá ser destinado para a Lei de Emergência Cultural. Nesse momento o setor cultura deve se mobilizar para obter apoio da população, das bancadas de deputados de cada Estado, do Executivo Estadual e Municipal, dos Conselhos, dos Fóruns edos diversos órgãos da classe artística, no sentido de acompanhar e fazer articulação para que a PL 1075 seja aprovada.Dentre aos benefícios emergenciais consta que durante o período que trata o art. 1º desta Lei, o trabalhador do setor cultural fará jus a benefício mensal de R$ 1.045,00 (hum mil e quarenta e cinco reais), a ser pago até um mês após o fim do Estado de Emergência em Saúde previsto na Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020. Por sua vez, os Espaços Culturais, receberão um subsídio mensal de R$ 10.000,00 (dez mil reais).

Também no âmbito estadual um manifesto da Frente Cultura RJ será entregue na próxima semana na Assembleia Legislativado Rio de Janeiro, solicitando aprovação com urgência das medidas emergenciais para a cultura do estado do RJ. Essas medidas foram protocoladas na Alerj e construídas pelos setores culturais. Durante este período de distanciamento físico, a música, o teatro, os filmes, os livros, a dança e as diversas manifestações artísticas nas redes se mostraram ainda mais essenciais para nossa saúde mental e física, para nos mantermos vivos e ativos.O setor cultural movimenta uma cadeia enorme de trabalho direto e indireto que, no momento, está impedido de trabalhar. O Estado do Rio de Janeiro, em especial, tem a Cultura como uma de suas principais atividades motrizes da economia.Um direito humano essencial não pode ser negado à sociedade. Por isso, é urgente que o Poder público aprove e execute as medidas emergenciais para a Cultura!Assine o manifesto! https://bit.ly/aculturanaopodeparar

Arte na quarentena
Iniciativa superinteressanterecebida no grupo da Comissãode Sistema dos Museus enviada pela Ana Carolina, trata-se do Museu do Isolamento Brasileiro que divulga a “arte quarentener”.Conversando com alguns artistas do país, percebi que eles estavam sofrendo ao tentar expor e vender sua arte nesse período. O Museu do Isolamento surgiu para dar a eles um espaço de visibilidade seguro e democrático", explica a idealizadora Lu Adas. Segue link: https://www.museudoisolamento.com/

Outra iniciativa importante é o D.I.G.A - Diálogos Inventivos Guiado pelo Artista você conhece? O objetivo do D.I.G.A. é criar um espaço virtual de diálogo com acolhimento esem julgamento, mediado por ações artísticas com cunho terapêutico, ou seja, trabalhos artísticos sensíveis e acolhedores, que transitam por entre práticas corporais (como alongamentos e dança),desenhos, música, culinária, artesanato, entre outros.O Suporte D.I.G.A. agora também irá atender pessoas emisolamento domiciliar, assim como pacientes em quarentena, familiares de pessoas contaminadas com o coronavírus e profissionais da saúde.Idealização: Isadora Verly
IG: https://www.instagram.com/diga.coronavirus/
Facebook: https://www.facebook.com/Suporte-DIGA-102037584820441

 

Por Vera Alves - Cultura Centro-Sul