200 anos de “Noite Feliz”

Sábado, 29 de Dezembro de 2018.

O Natal de 2018 marca não só a celebração do nascimento de Cristo, mas, também, o aniversário de uma das mais importantes melodias natalinas: a canção “Noite Feliz”, que completa duzentos anos!
“Noite Feliz” (tradução livre do original em alemão “Stille Nacht, heilige Nacht”) fora composta em dezembro de 1818 pelo organista austríaco Franz Xavier Gruber (1787-1863) a pedido de um jovem padre de nome Joseph Mohr que, dois anos antes, escrevera uma ode à noite de Natal. A peça foi concebida, inicialmente, para coro e órgão, contudo, sofreu transcrição para violão e voz, pois, na ocasião de sua estreia, o órgão da Igreja encontrava-se defeituoso, impossibilitando a execução da peça original. Assim, na noite de Natal do ano de 1818, na Igreja de São Nicolau, em Oberndorf, Áustria, enquanto o padre Mohr tocava o violão, Gruber cantava a melodia principal acompanhado pelo coro da Igreja. Em 1833 foi publicada a primeira partitura comercial da obra. A melodia ganhou popularidade imediatamente, sendo, em pouco tempo, executada em toda Europa. No Natal de 1839, a peça cruzaria o Atlântico, estreando em Nova York. Posteriormente, Gruber escreveria novos arranjos para a peça, adaptando-a para diversos instrumentos e formações musicais. Durante esses duzentos anos, a letra de “Noite Feliz” passou por inúmeras traduções. Hoje, estima-se que a peça seja cantada em 140 diferentes idiomas.
Dada a importância histórica e cultural da canção, em 2011 a Unesco declarou-a “patrimônio cultural intangível”. Ao longo dos anos, “Noite Feliz” foi gravada por um sem-número de artistas.

Por Vinícius Pereira

B01 - 728x90