A música melhora o ser humano ?!

Sábado, 20 de Julho de 2019.

Esta é uma pergunta interessante, feita com certa frequência desde o pós-guerra (1945) por muitos profissionais (artistas, sociólogos, psicólogos, etc.) que buscavam na música um remédio para diversos males da sociedade. Por ser uma pergunta genérica, é muito difícil de se obter uma resposta coerente e precisa. Para isto, seria necessário determinar o tipo de música, executada onde, por quem, para quem, de que forma e em qual contexto histórico, étnico e social.
Contudo, no ano de 1935, o maestro alemão Bruno Walter (1876-1962) buscou responder à esta questão. Em um artigo publicado, o maestro questionava se a música teria o poder intrínseco de melhorar o ser humano. Eis que ele chega a uma curiosa conclusão:
“Nossas experiências, até agora, parecem responder (...), de forma desvantajosa, pois se o ser humano melhorasse decididamente através da música, os músicos, em primeiro lugar, deveriam ser a florescência moral da humanidade; as ondas purificadoras da música movem-se à nossa volta, atingindo-nos, e vivemos sob sua influência constante. Mas temo que os músicos, em geral, não sejam nem melhores nem piores do que representantes de outras profissões. Se alguns dos grandes compositores, com certeza Bach, Beethoven, Mozart e Schubert, foram personalidades nobres e puras, existem, do outro lado, gênios compositores cuja vida não nos preenche com, digamos, uma devoção humana.”
Seguindo o raciocínio de Walter, se a música fosse o antídoto para os males da humanidade, bastaria colocar alto-falantes em locais públicos que já teríamos um mundo melhor.
Não, não é a música em si que melhora o ser humano, e sim a maneira como a usamos para produzir diferentes sensações em nossos semelhantes. Cada um sente e interpreta os sinais sonoros à sua maneira, sendo impossível de serem analisados superficialmente como bom ou ruim, melhor ou pior, etc.
Nossa tarefa, como artistas, é reconhecer a responsabilidade que temos para com o próximo, devendo entregar aos nossos semelhantes, o melhor de nosso trabalho.

Por Vinícius Pereira

B01 - 728x90