A Operação no Bairro Liberdade em Paraíba do Sul e os Mototaxistas de Três Rios

O que um assunto tem haver com o outro? Explico: O ponto comum desses dois assuntos é o empenho da Polícia Militar em lutar pela preservação da Ordem Pública.

Sábado, 01 de Julho de 2017.

Primeiramente, quero interromper o assunto da coluna semanal, já me desculpando dos leitores que o acompanham, para fazer um grande agradecimento a toda tropa do 38° BPM, em especial ao 1° Tenente Coelho que planejou e coordenou toda a operação no bairro Liberdade nessa quinta-feira e os 87 Policiais Militares que, muitos deles voluntários e de folga, se empenharam num esforço hercúleo para que fosse dada uma resposta à sociedade diante dos homicídios que ocorreram naquele bairro em função das disputas relacionadas ao tráfico de drogas. Todos estão de parabéns. Saibam que a sociedade reconhece o trabalho de cada um de vocês sim, e que somos nós que mantemos as condições mínimas de ordem social nessa região. Todos os Policiais Militares envolvidos terão o registro em seus assentamentos pessoais sobre sua participação nessa operação a título de elogio. Preciso agradecer também o apoio que obtivemos do Batalhão de Ações com Cães na pessoa do Coronel Nogueira e do Major Sepúlveda que enviaram duas equipes com cães que foram fundamentais para encontrarmos a quantidade significativa de drogas apresentadas na 107ª DP.



Reconhecemos que somente com o esforço conjunto e a sintonia dos órgãos operadores e garantidores da segurança pública é que manteremos a população em condições aceitáveis de segurança. Assim sendo, as cobranças do Ministério Público, a presteza do poder judiciário, o suporte da Prefeitura de Paraíba do Sul, o apoio de comerciantes e a efetividade das ações desenvolvidas pela Delegacia também se configuram imprescindíveis para a realização de uma operação dessa magnitude, na qual apresentamos 12 (doze) pessoas presas e 02 (dois) menores apreendidos, além de farta quantidade de drogas, conforme foi divulgado na matéria de sexta feira.



E os motoxistas? Estes tiveram destaque em algumas postagens das redes sociais nessa semana em função de algumas operações que realizamos para coibir o transporte ilegal de passageiros e o trânsito de veículos irregulares. Contudo, mais uma vez, o que vemos é o engajamento da Polícia Militar para coibir a desordem urbana. Posso garantir que somente tiveram as suas moticicletas apreendidas aqueles que não apresentaram nenhuma condição de regularização da sua situação.



Não há qualquer perseguição de nossa parte ou qualquer outro interesse que não seja o da preservação da vida dos passageiros que muitas das vezes não têm conhecimento sobre os riscos do transporte ilegal. O mototaxista precisa estar devidamente habilitado, com a motocicleta vistoriada, com  os equipamentos obrigatórios e com o devido alvará de autorização da Prefeitura, a qual exige um curso de qualificação e a identificação das motocicletas para operarem no município. Ou seja, não é uma profissão que qualquer pessoa possa desempenhar sem o mínimo de cuidado para com as leis de trânsito.



Nessa sexta feira tive o prazer de receber em meu gabinete uma comitiva de vereadores para conversarmos sobre o assunto e terei toda a disponibilidade para quaisquer outros esclarecimentos.



Estamos trabalhando em prol do povo, da garantia de direitos, pela paz e pela vida, mesmo que para isso alguns tenham que ser “incomodados” e se adaptarem à LEI!!!!


Por Ten.Coronel PM Márcio Guimarães

B01 - 728x90