A verdadeira herança

Quinta, 05 de Setembro de 2019.

Hoje fui surpreendida com uma mensagem perguntando se tenho algo que me traz recordação de algum momento ou alguma pessoa. Assim que li a mensagem fiquei pensando em quantas coisas me trazem recordações. Mas também lembrei das pessoas que nunca deixarão de fazer parte da minha vida. O interessante é que há pessoas que se tornam tão importantes que mesmo sem tê-las presente fisicamente não conseguimos deixar de conversar como se estivéssemos com elas. Quando tenho uma decisão importante ou vivencio alguma situação que sei que estaria sendo compartilhada com alguém que infelizmente se foi dessa vida terrestre, acabo agindo como se essa pessoa estivesse comigo. Começo a conversar e sentir como se estivesse comigo. E quando isso acontece, me sinto fortalecida e confortada. Há pessoas que jamais deixarão de estar presentes em nossa vida. Afinal, cada vez que vivenciamos um momento e nos lembramos de alguém, é sinal de que cada pessoa tem uma importância, um lugar especial em nossa vida. Infelizmente, a todo instante recebemos a notícia de que alguma pessoa que amamos e convivemos faleceu. E por mais que busquemos explicações, sabemos que não ficaremos nesse mundo para sempre, de que estamos aqui só de passagem. Mas, podemos deixar a nossa história; podemos deixar boas recordações. Pois, por mais que alguém tenha trabalhado uma vida inteira, tenha construído um império e deixado bens. Não há nada mais valioso do que ouvir pessoas lembrando e compartilhando momentos que tiveram a oportunidade de viver com alguém. Os bens materiais, o dinheiro acabam; chegam até a causar discórdia e brigas em família. Mas eu nunca vi ninguém brigar por lembranças e recordações. O que você tem construído ao longo da sua vida? Será que se você partir dessa vida terá pessoas que se lembrarão de você; que terão sempre um momento para recordar e compartilhar com outras pessoas?

Por Suzane Ferreira

B01 - 728x90