Aprisionamentos Mentais e Situacionais

Sábado, 28 de Setembro de 2019.

Aprisionamentos Mentais e Situacionais

A vida é uma grande aposta que propõe propostas, muitas vezes barganhamos com ela ao invés de nos posicionarmos como autores da nossa própria história. Nos questionamos sobre nossos objetivos, nossa caminhada pela vida, os caminhos que seguimos, nossos feitos ou coisas que deixamos de fazer pelo trajeto. Grande parte das pessoas está condicionada a “viver no mesmo modo automático” que todos os envolvidos no contexto que as cerca, e se questionam quando param de ver e começam a enxergar suas vidas, seus objetivos, trajetórias e resultados. As pessoas estão muito perdidas e andando no vazio sem saber quais caminhos trilhar. Muitos são incapazes de compreender “o poder da gratidão e generosidade”. Essas pessoas não têm dimensão de tudo o que podem fazer, receber e que recebem a cada instante de vida.A maior parte não se dá conta que é improvável conseguir resultados diferentes com pensamentos e ações semelhantes. “Os aprisionamentos mentais e situacionais” afetam grande parte da população por uma infinidade de fatores, que envolvem anomalias psíquicas, crenças limitantes, valores, hábitos, alienação e falta de conhecimento do “poder existente na figura humana”. As correntes que prendem as pessoas são mais mentais do que físicas. Todo ser humano é um universo em expansão capaz de feitos extraordinários, mas nem todos pensam e agem com base nesses fatos. Mude suas crenças limitantes para crenças plausíveis e será testemunha ocular de transformações positivas.Diversas pessoas questionam seu próprio potencial e travam quando se deparam diante das muralhas das adversidades.Costumo comparar as adversidades com uma caixa de e-mails. Quanto mais se acumulam e não são eliminados os e-mails, mais trabalho, menos tempo e espaço iremos ter. Esvazie as lixeiras!Quanto mais lixos mentais e situacionais você tiver, mais moscas e vermes atrairá. Recicle o que for viável e se desfaça do indesejável. Fertilize e torne frutíferos os “quintais da mente”.Na teoria a prática é mais fácil, mas muitas pessoas sofrem por estarem “ruminando o passado ou vivendo a angustia do futuro que na verdade será o agora futuro”. Nesse cenário precisamos ter muito cuidado e atenção para não repetir no próximo àsferidas que nos flagelaram um dia,vindo a nos aprisionar e a nossos semelhantes em um ciclo vicioso. As feridas do passado devem ser vistas como alavancas para um eu melhor.Existe a fabulosa possibilidade de transgredir a tudo que nos machucou, oprimiu e magoou. Quebre a banca! Quebre o ciclo! Lembre-se que por mais escura e sombria que seja à noite, o dia surgirá, pois mesmo que seus pensamentos, ações e situações tenham se turvado o Sol sempre esteve a existir e a brilhar.Valorize o agora, deixe os demônios do passado e as angustias do “futuro agora”. Vivencie o poder do agora que vigora. Compreenda que nossa história de vida é capaz de modificar o presente para o “presente” melhor. Gaste seu precioso tempo com o positivo produtivo. Se afaste de hábitos e situações tóxicas, visto que reside em você o “poder da decisão”. Não culpe o mundo ou os outros por suas intoxicações se as escolhas são suas e se você é o maior responsável pelo o que acontece de bom ou ruim na sua vida. Utilize o brasão da autorresponsabilidade. Pensamentos e ações de autossabotagem minam a vida do indivíduo o levando para um contexto doente, ineficiente, improdutivo e abaixo do que pode ser desenvolvido e vivenciado. Os aprisionamentos mentais e situacionais são a peste negra do nosso tempo. Seja um pesquisador e desbravador do universo da mente que se encontra em constante expansão, bem como dos comportamentos humanos na busca por resultados medicinaissatisfatórios. Aprenda com o seu universo interior e com o mundo a sua volta que todo mundo tem algo para ensinar e aprender.Não tenha uma relação negativa com o seu autocontrole e com suas emoções, encontre o significado daressignificação. Se pergunte quais têm sidoos seus infernos e como sair do lamaçal em direção a um ambiente menos hostil.Pense e crie mecanismos para sair do inferno astral. Faça uma reestruturação mental, comportamental e situacional em prol de uma vida plena e de abundância nas variadas esferas da vida, sejam elas esferas “pessoais, sociais, profissionais ou financeiras”.Seja mais protagonista e menos antagonista no palco da vida. Não se torne um fantasma de si mesmo.Aprenda quais portas deve abrir ou fechar e os momentos certos para isso,buscando retirar o que te fere para inserir o que te cura em uma verdadeiratransfusão de pensamentos situacionais.As dificuldades existem, mas saber lidar com elas é uma dádiva do raciocínio lógico. Respeite o seu tempo e progresso sem esmorecer.Transborde uma vida abundante, vá além da borda das limitações! Se escrever é costurar um texto, costure bem a sua história. Dizer amém sem ter objetivos, fé, motivação, decisão e ação é viver na ilusão. Lembre-se que a vida é uma grande proposta e que ela é viva! A vida é viva!Seja forte e corajoso. Não se apavore nem desanime.

Por Jhean Garcia

B01 - 728x90