ÚLTIMAS NOTÍCIAS
ÚLTIMAS

As manifestações culturais na nossa região

Sábado, 11 de Janeiro de 2020.

  As manifestações culturais na nossa região A região Centro Sul Fluminense abrange 10 municípios: Areal, Comendador Levy Gasparian, Engenheiro Paulo de Frontin, Mendes, Miguel Pereira, Paraíba do Sul, Paty do Alferes, Vassouras, Sapucaia e Três Rios. A região reúne cerca de 273.000 habitantes, correspondendo a aproximadamente 1,7% da população do Estado.
No Painel da Cultura Fluminense foram registradas as Manifestações, Grupos, Coletivos ou Instituições Culturais das dez regiões fluminense. Na Centro Sul destacamos as principais.
Miguel Pereira: Feira Nacional de Artesanato – FENART, que acontece anualmente em 25 de outubro aniversário da cidade indo até o feriado de Finados; A Feira Gaúcha, anualmente em julho; Centro Popular de Conspiração Gargarulho - ponto de cultura da rede estadual: Batuque Cultural do Bloco Carnavalesco Que isso aí? - ponto de cultura rede estadual; Feira dos Artesãos de Miguel Pereira, um final de semana por mês.
Paty do Alferes: Festa do Doce, anualmente na Semana Santa: Festa do Tomate acontece anualmente, no feriado de Corpus Christi; Associação de Artesãos de Flor de Palha de Avelar - ponto de cultura da rede estadual; Museu da Cachaça.
Vassouras: Programa de Integração pela Música - PIM; Jongo Caxambu Renascer de Vassouras; Caninha Verde - dança folclórica de origem portuguesa; Casa de Cultura Presidente Tancredo Neves - Exposição de arte popular brasileira.
Areal: Quilombo Boa Esperança; Associação Cultural e Ambiental Recicla Areal - Acara , ponto de cultura do estado; casa das artes - resgatando a arte de viver - ponto de cultura rede estadual.
Três Rios: Artesania Pilões - única feira regular no Brasil que só expõe e vende artesanato com reuso de materiais. O evento é bimestral e tem programação diversa; grupo de amadores teatrais Viriato Correa, o mais antigo do Brasil existe desde 1937; festa cigana Santa Sarah Kali – padroeira do povo cigano, anualmente em 25 de maio; festa do milho, anualmente em 07 de setembro; festa de São Sebastião - 20 de janeiro e Corpus Christi; associação dos artesãos de Três Rios Arte Nossa - loja na praça São Sebastião; terreiro de Jurema do mestre João do Laço.
Mendes: choro e samba na praça – todos os domingos, ás 11 horas na praça João Neri; dia municipal da cultura, anualmente no primeiro domingo de maio com atividades diversas; festa de São Cristovão, anualmente em julho; dia de Manuel Congo, anualmente em 06 de setembro, dia que o líder quilombola foi enforcado em 1838 em Vassouras.
Paraíba do sul: ponto de cultura bordados fio mágico de Werneck; rito de fé - passagem com os pés descalços sobre as brasas da fogueira, no bairro de Inema na noite de 23 de junho, véspera de São João; projeto muxikongo; Samba de Roda, Carimbó e danças afro brasileiras; Museu Sacro-Santo Histórico de Tiradentes;grupo de cultura cigana; festa do santuário de bom jesus de matosinhos, em Werneck; puxada de rede, dança que acontece também em rodas de capoeira em diversas regiões.
Engenheiro Paulo de Frontin: Uana Etê Jardim Ecológico.
Sapucaia: Festival Antense da Canção.
Comendador Levy Gasparian: Charola de São Sebastião com Folia de Reis Estrela da Manhã.
Em diversas cidades da Centro Sul e do Médio Paraíba acontece o Festival de Café, Cachaça e Chorinho, anualmente em abril e o festival do Vale do Café, anualmente em julho.
Sabemos que muitas manifestações culturais desapareceram em alguns municípios da região ou acontecem esporadicamente e sem apoio do setor público, cabe a nós trabalhadores da cultura junto com o poder público, os conselhos de cultura, os fóruns de cultura assumirmos o compromisso de não deixar desaparecer nossas tradições e, além disso, temos que fazer com que sejam retomadas e incentivadas. O patrimônio cultural imaterial na nossa região tem origem comum por isso precisamos unificar esforços para que na essas manifestações sobrevivam e se promovam encontros culturais.
Grande manifestação de cultura popular presente na região são as Folias de Reis, com destaques para Vassouras, Miguel Pereira, Paty do Alferes, Paraíba do Sul, realizando os festivais e concursos de folia no ciclo natalino. Mas, assim como ocorre em outras regiões, os brincantes se ressentem da falta de estrutura e suporte públicos (municipais e estaduais), ao longo do ano, para manutenção de fardas e bandeiras, transportes para a circulação nas atividades gerais e específicas etc.
Quais municípios dessa região são sensíveis da importância da pasta Secretaria de Cultura e quais efetivamente tratam a cultura como direito constitucional e mais ainda promovem a cultura como bem maior que um cidadão tem direito como tantos outros?

Por Vera Alves - Cultura Centro-Sul