Comunidades Eclesiais Missionárias no mundo urbano

Quarta, 03 de Julho de 2019.

O Pe Júlio Maia com sua querida Paróquia de Santa Luzia, na Vila Isabel, no último sábado, 29 de junho, acolheu-nos, padres e agentes de pastoral, para a Assembléia Inter-paroquial de Três Rios- São Sebastião, Santa Luzia e São José Operário –em preparação à Assembléia Diocesana de Pastoral. Um rico momento de comunhão eclesial e de maturidade pastoral. Essa assembléia se propõe avaliar as Diretrizes Pastorais Diocesanas, à luz da DGAE-2019-2023 - Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja do Brasil da CNBB-Conferência Nacional dos Bispos do Brasil para esse períodode 2019-2023.
A assembléia se perguntou, num primeiro momento, sobre o que precisa ser avaliado e enriquecido no Objetivo Geral da Ação Pastoral da Diocese de Valença, aprovado em 1994, à luz do Objetivo Geral da DGAE-2019-2023:“EVANGELIZARno Brasil cada vez mais urbano,pelo anuncio da Palavra de Deus,formando discípulos e discípulas de Jesus Cristo,em comunidades eclesiais missionárias,à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres,cuidando da Casa Comum etestemunhando o Reino de Deusrumo à plenitude”.
Num segundo momento se refletiu sobre “As Pistas para uma nova evangelização”, de 1994, e sobre a visão geral das diretrizes 2015-2019, com suas seis urgências. E perguntou-se:estão sendo assumidas por nossos grupos, pastorais, movimento, comunidades e paróquias? Quais precisam ser mais valorizadas? Quais já não correspondem ao momento atual? Que outros compromissos mínimos precisam ser acrescentados, à luz das novas DGAE 2019-2023?Nestas a Igreja é vista como uma casa, lar e espaço de vida. Esta casa, no texto das diretrizes, é entendida como Comunidade Eclesial Missionária sustentada por quatro pilares:
1 - A Palavra: que aprofunda a iniciação à vida cristã e a reflexão bíblica e a ideia de ter comunidades fundadas em torno da Palavra de Deus;
2 - O Pão: que aprofunda a liturgia e a busca por viver a espiritualidade rumo à santidade tal como defende o Papa Francisco em sua exortação Gaudeteet Exsultate que personaliza a fé e leva ao encontro do outro;
3 - A Caridade: baseado no que disse Paulo VI na ONU: “Que a Igreja é especialista em humanidade”, o texto das diretrizes aponta a necessidade das comunidades se preocuparem com os que mais sofrem e a defesa da vida em todos os sentidos.
4 - A Missão: a exemplo do que pede o papa, o sentido da comunidade se realiza quando ela sai em missão e vai ao encontro das periferias existenciais.
Esses pilares possibilitaram delinearalgumas iniciativas que podem ser agrupadas em dois eixos fundamentais:
1 -Mundo Urbano e a evangelização em Três Rios e em nossa Diocese:
– Recuperar o senso de pertença à comunidade eclesial através dos Conselhos Comunitários ...
– Rever a mentalidade predominantemente rural na pastoral diante de uma realidade cada vez mais urbana.
– “Escutar a realidade” para recuperar a relevância pública da fé cristã. E
2 -Comunidades Eclesiais Missionárias.
– Necessidade de um programa diocesano para a promoção de pequenas Comunidades Eclesiais Missionárias nas paróquias.
– Aprofundar o sentido das Comunidades Eclesiais Missionárias em cada paróquia a partir da leitura das DGAE 2019-2023.
– Propor a formação de comunidades eclesiais a partir da Leitura Orante da Palavra e da inspiração catecumenal.
- Valorização dos Conselhos Comunitários, Paroquiais, da Cidade, Regionais e Diocesano de Pastoral.
Todos saímos desta Assembleia Pastoral convencidos, entusiasmados e comprometidos! Uma bênção para a Igreja e, sem dúvida, para a cidade e Três Rios! Mãos à obra!
Medoro, irmão menor-padre pecador

Por Padre Medoro

B01 - 728x90