Dengue, Chikungunya e Zika, estão voltando

Quarta, 13 de Junho de 2018.

Sintomas: Dengue, Chikungunya e Zika
1) Dengue: Febre alta, 139º a 40ºC, que começa subitamente.
Dores nos músculos, nas articulações na cabeça e atrás dos olhos.
Manchas vermelhas: sim, às vezes com coceira (prurido).
ATENÇÃO: náuseas, vômitos persistentes, acúmulo de líquidos. tonturas, aumento do fígado e sangramento de mucosa, letargia e/ou irritação, aumento do hematócritos que pode estar associado à redução das plaquetas.
COMPLICAÇÕES: Pode haver comprometimento de órgãos como: pulmões, coração, fígado, rins e do sistema nervoso central.
2) CHIKUNGUNYA: febre alta 39º a 40º, que começa subitamente; dores nas articulações intensa que dificultam atividades, rotineiras (como cozinhar, tomar banho, escovar os dentes, etc. Manchas vermelhas e com coceira intensa (prurido).
ATENÇÃO: idade acima de 45 anos, lesões prévias nas articulações. Doenças crônicas. Exemplos: hipertensão, diabetes ou autoimunes (Exemplo: Lupus eritematoso sistêmico).
Persistência de dor por meses ou até anos. em alguns casos com queda de produtividade em população economicamente ativa (20 - 60 anos de idade).
3) ZIKA: febre leve ou mesmo ausente. Dores menos intensas nas articulações e em geral nas extremidades ás vezes acompanhada de inchaço (edema). Olhos vermelhos e aversão à luz. Manchas com coceira intensa.
ATENÇÃO: Dormência nas extremidades, dificultando caminhar, alterações neurológicas, paralisia facial.
Comprometimento neurológico, que provoca debilidade muscular. possibilidade de reação autoimune (síndrome de Guillain-barré) que pode levar a paralisia cerebral.

Dengue (Resumo)

Definição: doença infecciosa febril aguda, que pode ser de curso benigno ou grave, dependendo da forma como se apresenta. A primeira manifestação da Dengue é a febre alta (39º a 40ºC), com início abrupto, associada à cefaleia (dor de cabeça), aclinamia, mialgias 9dores musculares), artralgias (dores nas articulações), dor retro-orbitária, com ou não exantema e/ou prurido (coceira), anorexia (falta de apetite), náuseas, vômitos e diarreia.
As manifestações hemorrágicas, como epistaxe (sangramento nasal), petéquias pontilhados avermelhados), gengivorragia (sangramento gengival), metrorragia (fezes sanguinolentas), etc. E também plaquetopenia (diminuição das plaquetas).
A gente etiológico (vírus RNA), arbovírus do gênero Flavivírus 94 sorotipos: DENV1, DENV2, DENV3 e DENV4).
Vetores hospedeiros: do mosquito do gênero Aedes Aegypti persiste na natureza mediante o ciclo de transmissão homem > aedes aegypti > homem.
A transmissão se faz pela picada da fêmea do mosquito Aedes Aegypti, infectando o homem num período de incubação ou viremia de 3 a 15 dias, em média, 5 a 6 dias.
Diagnóstico Laboratorial (específico - virológico)
- Inespecífico - hemograma completo
- Diagnóstico diferencial: Influenza, enterovirose, doenças exantemática (sarampo, rubéola, parvovirose, eritema infeccioso, exantema súbito, citomegalovirose e outras)
Hepatite virais, abscesso hepático, abdômen agudo, hantavirose, arbovirose (Febre Amarela), etc.
- a dengue: é doença de notificação obrigatória.

Por Dr. Eneas Zandomênico

B01 - 728x90