Deus respeita a nossa vontade

Quinta, 19 de Setembro de 2019.

Temos sentido cada vez mais o quanto as pessoas têm se tornado intolerantes umas com as outras e isso tem me assustado. Qualquer coisa tem se tornado motivo para que as pessoas briguem e até mesmo se agridam. Amizades de longa data têm sido desfeitas por conta de divergências de pensamento. Quer seja por time de futebol, gostar ou não de uma atividade ou mesmo coisas que consideramos banais. Outro dia, duas crianças brigaram simplesmente porque uma acreditava que o homem tinha ido à lua e a outra não. Fiquei preocupada ao ver duas brigarem seriamente por esse motivo. Isso é reflexo do que vivem e presenciam no dia a dia. Quanto mais o homem se julga maior e melhor que o outro, mais arrogante e violento ele tem se tornado. Temos que aprender a respeitar o pensamento um dos outros, reconhecer que todos temos o direito de pensar diferente. Afinal, o que seria do mundo se todos pensassem igual? Às vezes não gostamos de ver nossa imagem no espelho e às vezes até não gostamos de ouvir a gravação da nossa voz. Então, porquê não podemos aprender a conviver com a diferença de pensamento e opinião? É tão bom quando convivemos respeitando o espaço do outro. Tudo é questão de estarmos dispostos a ouvir. Deus quando criou o homem deu o livre arbítrio. Ele não nos manipula. Deus não nos obrigada a fazer o que não queremos. O homem é que muitas vezes usa o nome de Deus para justificar seus atos e até para manipular, induzir outras pessoas a fazer a vontade deles.

Por Suzane Ferreira

B01 - 728x90