Indicações (O.M.S.)

Quarta, 11 de Abril de 2018.

A O.M.S. (Organização Mundial de Saúde), preocupada com o problema de saúde pública, foi solicitada a atenção e colaboração a todos seus familiares e amigos para seguir e viver melhor.

FUMO: o tabagismo é conhecido como um dos piores inimigos do coração, sendo causador de várias patologias (doenças). Eliminá-lo representa fator fundamental na prevenção da Doença Arterial Coronária. os cigarros dito como "baixo teor" são igualmente prejudiciais e, além do malefício que o fumo lhe causa, ele representa prejuízo para os que não fumam, pois a aspiração da fumaça traz produtos tóxicos para as artérias.

ALIMENTAÇÃO: quanto maior a quantidade de colesterol presente na circulação sanguínea, maior será a possibilidade de sua deposição nas artérias e formação das lesões que podem obstruí-las. Como regra geral, todas as pessoas devem ingerir alimentos que não contenham colesterol ou apresente mínima quantidade. Deve também ser diminuída a ingestão de gorduras amimais e aumentada a de óleo vegetais. Por essas razões é importante evitar a gema do ovo, carnes gordas, gordura de galinha, leite integral, creme de leite, manteiga, queijo tipo prato, frios, banha, etc.

PRESSÃO ARTERIAL: a pressão alta (hipertensão) é um fator capa de lesar suas artérias. Quanto maior a pressão arterial, maior essa possibilidade de lesão, assim a orientação médica para o seu controle deve ser seguida rigorosamente e de modo permanente não abandonando o tratamento através do remédio quando a pressão voltar ao normal (consulte o seu médico cardiologista).

VIDA SEDENTÁRIA: a falta de exercícios contribui para aumentar o risco de Doenças Arteriais Coronarianas, porque facilita o desenvolvimento da obesidade, eleva os níveis de gorduras sanguíneas e pressão arterial. Exercícios físicos constantes, sob forma de caminhadas, por exemplo, sempre realizadas com orientação médica, contribuem para a diminuição dos riscos da doença.
No dia-a-dia, você deve procurar andar, dispensando o uso do carro para ir a lugares próximos.

OBESIDADE: o excesso de peso, além de provocar sobrecarga de trabalho para o seu coração, está associado frequentemente a aumento de açúcar e de gordura no sangue, e como você já sabe, são fatores de risco para suas artérias. Lembre-se, controle de peso deve começar na infância, não deixe que seu filho torne-se obeso.

TENSÕES EMOCIONAIS: As pessoas que se angustiam com problemas mínimos, que estão permanentemente em competição com constante excesso de trabalho, aquelas que querem "abraçar o mundo com as mãos", estão mais predispostas ao infarto do miocárdio, à angina pectoris (peito) e a morte súbita.
Dimensione com racionalidade seu trabalho e seus anseios.

Por Dr. Eneas Zandomênico

B01 - 728x90