Maneco Músico, pai de Carlos Gomes

Sábado, 18 de Maio de 2019.

Maneco Músico, pai de Carlos Gomes

Manuel José Gomes (1792-1868), conhecido pelo apelido de “Maneco Músico”, foi pai do grande compositor Antônio Carlos Gomes (1836-1896) e teve uma atividade relevante na práxis musical brasileira no século XIX.
Nascido em Santana do Parnaíba, interior paulista, Manuel Gomes viveu em uma região de rica produção musical. Nesta época, a localidade já havia gerado uma vasta linhagem musical, com grande número de músicos em atividade.
As origens de Manuel Gomes são imprecisas. Consta, em seu registro de batismo, apenas o nome da mãe, Antônia Maria. De seu padrinho de batismo, teria herdado o sobrenome “Gomes”. Aos sete anos, Manuel passa a aprender música com o padre José Pedroso de Moraes Lara, mestre-de-capela (pessoa responsável pela música nas Igrejas) daquela localidade. Com a morte do padre, em 1808, um de seus discípulos, Floriano da Anunciação, fora nomeado para o cargo de mestre-de-capela. Manuel assumiria a posição de seu assistente, função que exerceria até 1812.
Em 1809, Manuel casaria com sua primeira esposa, uma jovem chamada Maria Inocência do Céu. Esta união durou apenas dois meses!
Em 1815, Manuel estabeleceu-se na vila de São Carlos, atual Campinas, onde recebe a alcunha de “Maneco Músico”. Em 1820 é nomeado oficialmente mestre-de-capela da vila, adquirindo grande respeito da população.
Já na década de 1820, Manuel Gomes passa a viver com Anna Theresa de Jesus, com a qual teria quatro filhos. Fica viúvo em 1831; dois anos mais tarde, contrai novas núpcias, com Fabiana Maria Cardoso, com a qual teria dois filhos: José Pedro de Sant’Anna Gomes, em 1834; e Antônio Carlos Gomes, nosso grande maestro, em 1836.
Nesta época, a atividade musical de Manuel Gomes era intensa. Auferia bons rendimentos que, somados a trabalhos paralelos, permitiu que adquirisse bens e se estabilizasse financeiramente.
No dia 25 de julho de 1844, uma tragédia abalaria a família Gomes: Fabiana Maria, esposa de Manuel, mãe de Carlos Gomes, foi encontrada morta “com um tiro e punhaladas”. Um crime que nunca foi elucidado!
Em 1849, Manuel casa-se novamente, com Francisca Leite, com a qual teria mais três filhos, todos músicos.
Patriarca de uma família de músicos, Manuel Gomes cria a “Banda do Maneco”, grupo instrumental formado por pai e filhos que viajaria pelo interior do Estado de São Paulo se apresentando e realizando importante intercâmbio musical.
Na década de 1860, o jovem Carlos Gomes decide rumar ao Rio de Janeiro (inicialmente contra a vontade do pai) para estudar no Imperial Conservatório de Música. Seu excelente desempenho lhe garantiria uma bolsa de estudos, concedida pelo Imperador D. Pedro II, para que estudasse na Europa. Ao embarcar, pai e filho se viram pela última vez. Manuel estava com 71 anos.
Manuel José Gomes faleceu no dia 17 de novembro de 1868, recebendo homenagens em seu funeral compatível com sua importância social e artística. No entanto, seu filho, Carlos Gomes, não pode comparecer às exéquias do pai pois encontrava-se na Itália.

Por Vinícius Pereira

B01 - 728x90