Movimentos voltados à saúde e a importância de uma cultura prevencionista

Sábado, 10 de Novembro de 2018.

Movimentos voltados à saúde e a importância de uma cultura prevencionista

Muito fala-se em Saúde e Segurança do Trabalho nos dias atuais, existem empresas e instituições que até mesmo tiram proveito desse gancho para projetar uma imagem positiva, imagem de que o valor a vida humana é fator de importância e que cumprem-se as normas em vigor evitando assim penalizações, autuações “multas”, processos e até mesmo detenções pelo descumprimento da lei, porém vale questionar o quanto isso é real e o quanto isso é feito de fato. Sabemos através de estudos e dados estatísticos que o maior bem que uma empresa ou instituição pode ter são seus recursos humanos outrora chamados de mão de obra que são as pessoas, nada funciona sem as pessoas desde os serviços menos informatizados até os mais informatizados, desde que o mundo é mundo o trabalho se faz necessário. Entende-se como empresa ou instituição inteligente aquela que tem em seu alicerce uma cultura prevencionista e que preserva o bem de maior valor tendo em vista produtividade, eficácia, rentabilidade e preservação dos seus bens, da sua imagem e dos responsáveis junto a sociedade, trabalhadores e demais do ramo. Vale lembrar que as empresas e instituições que não cumprem as normas vigentes estão descumprindo a lei podendo vir a passar por uma série transtornos.Existem perdas mensuráveis e perdas imensuráveis, a perda de uma imagem positiva no mercado ou de uma vida humana são imensuráveis e muitas vezes frutos de atitudes simples que poderiam e deveriam ter sido tomadas. As empresas ou instituições que enxergam uma cultura de prevenção como uma utopia, algo desnecessário ou como uma pedra no sapato, na realidade estão dando um tiro no próprio pé, podendo vir a se sentir com a corda no pescoço, demonstrando ter uma visão defasada e refletindo que precisa evoluir.A segurança e a saúde das pessoas no caso desse texto dos trabalhadores devem ser tratadas como investimento rentável tendo em vista as perdas suscetíveis, nenhuma norma foi escrita por acaso, todas tem um propósito, não devemos tratar esses assuntos como maquiagem, pois,após um tempo as maquiagens saem e surgem as marcas demonstrando a realidade. Muitas instituições ou empresas vão além das normas de segurança e saúde por saber por A mais B que isso é primordial para o sucesso e eficiência, no dia a dia ou em uma SIPAT acabam por fomentar movimentos como o “Outubro Rosa e Novembro Azul” e assim por diante, tendo em vista o grau de complexidade e a importância de se levar um conteúdo de qualidade, convidei o meu primo sr Braz Lourenço Cabrelli sendo graduado como Biomédico, Bioquímico, pós graduado em Microbiologia, pós graduado em Marketing e Administração, acadêmico de Medicina e sua filha acadêmica de Medicina Júlia Mariana Fernandes Cabrelli para ajudar a falar a respeito.Hoje em dia falar sobre esses temas não leva tanto medo quanto a alguns anos atrás.A verdade e que o assunto merece muita atenção e a cada campanha de esclarecimento, novas vidas são salvas e tanto mulheres como suas famílias enfrentam com mais naturalidade, além de melhorar na qualidade de vida. O Câncer de Mama pode acontecer também nos homens, mas é raro. Se diagnosticado logo no início, muitas pacientes alcançam grande êxito nos tratamentos e daí a importância de esclarecer mitos e verdades. Especialmente o Câncer de Mama, apresenta sinais e sintomas característicos que ajudam nesse diagnóstico precoce fazendo claro, que o tratamento se torne bem mais fácil. Não raro encontramos pacientes com mamas diferentes, ou seja, que tenham forma, tamanho ou alinhamento assimétricos. Se a mulher conhecer bem o seu corpo, terá mais facilidade para perceber alguma alteração. Claro que a visita regular ao médico é importante, assim como exames. Muitos se perguntam sobre o que é de fato o câncer mama. É uma multiplicação celular anormal na mama, podendo atingir órgãos vizinhos e outros. Depois do câncer de pele, é o mais frequente entre as mulheres. Em 2014, o Brasil teve quase 60 mil casos estimados. Esse número vem crescendo ano a ano. Temos como fatores de risco a causa hormonal levando em conta a primeira menstruação antes dos 11 anos de idade, não ter filhos não amamentar, primeiro parto após os 30 anos, obesidade, sedentarismo, alcoolismo, histórico familiar de incidência de câncer de mama, ovário e etc. Existem alternativas para a redução dos riscos como controle do peso, atividade física, evitar bebidas alcoólicas, amamentar... REPOSIÇÃO HORMONAL (TRH = terapia de reposição hormonal), Tratamentos à base de estrogênio/progesterona aumentam os riscos. Por outro lado, pacientes que deixam de usar esses hormônios, diminuem os riscos. Alguns sinais e sintomas devem ser observados como a presença de nódulo (principalmente axila e pescoço), cor avermelhada da mama, mudança visível no local, presença de secreção nos mamilos. Não quer dizer que esses sinais são câncer, mas devem ser investigados rapidamente para que possamos ter um diagnóstico o mais breve possível. Outra alternativa é a realização de exame de mamografia. O ideal é procurar o médico, que poderá fazer o exame clinico ou solicitar mamografia (exame das mamas), recomendado principalmente após os 50 anos, que pode ser solicitado para qualquer idade. O problema deste exame antes dos 50 anos, é que pode dar resultado incorreto. Temos ainda o exame patológico (biopsia) que auxilia na confirmação do diagnóstico. Temos como forma de tratamento o procedimento cirúrgico (retirada total ou parcial), quimioterapia, radioterapia, etc. Estamos no mês de novembro, mês no qual todo o mundo se une em prol do combate ao câncer de próstata. Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) mostram que, no Brasil, o câncer de próstata é o segundo tipo mais comum entre os homens perdendo apenas para o câncer de pele. É de suma importância que se trabalhe na conscientização para que possamos obter resultados positivos evitando assim que vidas sejam ceifadas. Ajudar esses movimentos é também uma forma de amor ao próximo, mais importante do que a linha de chegada é a caminhada, é a forma como enfrentamos as adversidades. Tenha pensamentos positivos e perseverança! Cuide-se! Previna-se! Saúde é fundamental! O senhor é o nosso pastor e nada nos faltará!

Por Jheancarlos Garcia

Crédito da Foto: Reprodução

B01 - 728x90