O esgotamento profissional e seus malefícios

Sábado, 23 de Março de 2019.

Em tempos de constante avanço tecnológico, administrativo, produtivo, normativo e padronização dos processos em diversos segmentos, conseguimos observar que a mais perfeita criatura a máquina humana precisa cada vez mais de atenção no que tange a saúde física e mental. Desde que o mundo é mundo precisamos realizar uma diversidade de afazeres para acompanhar o ritmo das coisas, porém vivemos em uma geração com acesso a uma série de recursos tecnológicos, econômicos, científicos, pedagógicose políticos jamais vistos que se encontram em constante mudança. O mundo globalizado está avançando rapidamente e hoje ouvimos falar em desigualdade econômica, meio ambiente ameaçado, crimes ambientais, crimes virtuais, consumismo, cargaexcessiva de trabalho,assédio moral e sexual, ambiente organizacional deficiente, salários de baixo valor, falta de comprometimento com a própriasaúde e o ser humano envolvido em todo esse cenário confuso e turbulento. As pessoas estão cada vez mais perdidas, tendenciosas e alienadas ao contexto que as cerca, muitas das vezes valores éticos e morais são deixados de lado para que objetivos sejam alcançados.Segundoum dos maiores especialistas em “Gestão de Pessoas” do mundo o conceituado Jeffrey Pfeffer que leciona na Universidade de Stanford nos Estados Unidos as pessoas estão morrendo por seus respectivos salários. Todo esse quadro de desgaste leva a morte de 120.000 pessoas por ano somente nos Estados Unidos, ocasionando o prejuízo de cerca de 180 bilhões de dólares.Segundo a Agência Europeia Para Segurança e Saúde no Trabalho (OSHA) cerca de 60 % dos dias perdidos no trabalho ocorrem em decorrência do estresse. Os casos de transtornos comportamentais e mentais tem aumentado em todo o mundo e já estão figurando no topo da pirâmide de afastamentos, o gasto público e organizacional tem acompanhado taisindicadores.Os índices de absenteísmorepresentam o número de horas trabalhadas perdidas devido a ausência do trabalhador no ambiente de trabalho, seja por atrasos, saídas, afastamentos e faltas justificadas ou não,esses índicestem aumentado de modo significativo afetando cada vez mais a produtividade, rentabilidade, eficiência e eficácia das empresas ou instituições.No ambiente de trabalho não raramente encontramos pessoas acometidas pela Síndrome de Burnout, também conhecida como Síndrome do Esgotamento Profissional, assim denominada pelo psicanalista alemão Freudenberger, após constatá-la em si mesmo. O termo Burnout tem origem na língua inglesa burn e out que respectivamente significa queimar e fora. A união dos respectivos termos é melhor traduzida por “ser consumido pelo fogo” ou então “consumir-se, destruir-se, de dentro para fora”. A síndrome é um distúrbio psíquico que caracteriza-se pelo esgotamento físico, mental e psíquico do indivíduo que leva de forma gradativa a perda do comprometimento, relacionamento interpessoal de qualidade, motivação e produtividade. Em poucas palavras podemos definir a síndrome de Burnout como um estado de esgotamento cuja causa está diretamente ligada a vida profissional. Como dito anteriormente muitas pessoas tem sérias dificuldades para lidar com os constantes avanços do mundo globalizado e seus respectivos afazeres, as pessoas estão ligadas no 220 Volts.Quando as coisas chegam ao ponto do indivíduo se afastar do trabalho e convívio social determinadas empresas ou instituições sem amadurecimento e visão para esse tipo de situação com os colaboradores chegam até mesmo a realizar o processo de desligamento sem que tenham procurado alternativas para manter o trabalhador e/ou um ambiente laboral equilibrado, o que piora ainda mais o quadro e gera prejuízos financeiros, sociais e interpessoais para empregado e empregador podendo levar até mesmo a casos de suicídio se tratando do empregado e imagem negativa no mercado para empregador. Existem movimentos com a proposta de conscientizar e prevenir a população quanto ao suicídio e para mostrar que existe alternativa em cerca de 90% dos casos segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) que trata o suicídio como sendo um problema de saúde pública.Quando a pessoa se isola as coisas não parecem ter sentido, tanto faz se o tempo está chuvoso ou se faz Sol, o arco-írisfica cinza.Nos momentos de adversidades é importante que se tenha uma inteligência emocional positiva bem como equilíbrio entre a razão e emoção, a adversidade seja ela externa ou interna pode servir de gancho para um amadurecimento se trabalhada de forma correta. Segundo a OMS a saúde é um completo bem-estar físico, mental e social, ambas as esferas possuem papel com ênfase no que tange as questões relativas a segurança e saúde do trabalho bem como de recursos humanos.Sabemos que a maior parte da população já trabalhou, trabalha ou pretende trabalhar em determinado momento, e que o trabalho influencia diretamente na vida do indivíduo. É de suma importância que no ambiente laboral exista a procura da redução e/ou eliminação de esforços físicos e psíquicos com intuito de preservar a integridade física, mental e o bem-estar das pessoas, o que gera maior produtividade, vantagem competitiva,ganho financeiro e qualidade de vida.O empregador que não preserva seus trabalhadores é semelhante ao motorista que não cuida do veículo que utiliza para ganhar o seu sustento, quando o carro quebra ou precisa de manutenção o prejuízo é certo.Qualquer pirâmide com a base frágil está fada a ruir em determinado momento.Algo que exerce muita influência no desempenho laboral, emocional e social são os planejamentos e níveis de controle sobre os afazeres. O bem de maior valor de uma empresa ou instituição sempre serão as pessoas, indivíduos motivados e com ambiente laboral saudável tendem a produzir mais e de uma forma melhor. É determinante no sucesso de qualquer negócio incentivar o treinamento e desenvolvimento dos funcionários. As empresas se assemelham muito a uma sala de aula pedagogicamente falando, aprender é sempre bom, nossa vida é uma grande sala de ensino onde somos eternos aprendizes.Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos.

Por Jheancarlos Garcia

B01 - 728x90