ÚLTIMAS NOTÍCIAS
ÚLTIMAS

O silêncio que diz tudo

Quinta, 27 de Agosto de 2020.

Atualizado em Quarta, 26 de Agosto de 2020 às 18:22 horas.

  O silêncio que diz tudo

Estar em silêncio com alguém é muito bom, é um privilégio diante de tantas falas equivocadas. Ter pausas, não falar nada é incrível! O melhor silêncio é quando há encontro no mundo interior, há muita coisa expressa, mas já não necessita ser verbalizada. Quando já se viveu tantas coisas com alguém que já se consegue, entender sem palavras também é uma forma de amor...

Se comunicar com alguém vai além das palavras, se encontra em um lugar especial dentro de cada um de nós, tem pessoas que ainda não descobriram este tesouro: a palavra não verbalizada, e sim a palavra "sentida".
É bom ter alguém que compreenda o seu silêncio, é maravilhoso compreender o silêncio do outro. Ter intimidade, proximidade no silêncio.

O amor é feito de diálogos, compreensão e também é feito de pausas, de olhares, de infinitas possibilidades e de oportunos e incríveis recomeços...

É possível ver além das necessidades reveladas pelo corpo, é possível ver algo que só quem ama de verdade consegue enxergar. Por isso, quando se ama muito, quando o afeto é verdadeiro e legítimo se consegue ter a verdadeira cumplicidade, uma cumplicidade de alma. Acredito que seja isso que as pessoas vêem e buscam quando olham e vêem casais que quando se olham parecem estar o tempo todo se desnudando, mas não principalmente o corpo, o desnude da alma, aquele olhar que consegue alcançar o infinito do ser amado. É este olhar, é este silêncio que fala, é este amor que todos almejam, mesmo que não saibam direito o que desejam, porque não sabem direito o que é, como obter.

Encontros de alma, encontros de coração são difíceis mas quando acontecem causam muitas emoções boas, trazem sentimentos bons e parceria de boas construções, você saberá quando este amor chegar, ou quando ele estiver na sua vida por anos e anos, mesmo com as dificuldades, com as distâncias, com os abismos, algumas separações, ele ficará na sua vida e mesmo com tantas transformações, de uma forma incrível ele se reinventa, ressurge das cinzas, forte, recomeça com o mesmo brilho e intensidade de sempre e de antes.

Tantas estradas percorridas, tantos sonhos, tanto amor, tantos caminhos, tantas pessoas que vem e vão, e ele não se perde no tempo, no mal, ele não sucumbe as dificuldades, ele é metamorfose.

O verdadeiro amor é lagarta que vira borboleta. É águia que faz a sua tão temida, mas incrível e necessária transformação para uma vida nova.
Amor novo. Amor tudo de novo, tudo novo...

Por Patrícia Tavares