Os Produtos Químicos a NR 26Sinalização de Segurança e a Importância da FISPQ

Sábado, 26 de Janeiro de 2019.

Os Produtos Químicos a NR 26Sinalização de Segurança e a Importância da FISPQ

O objetivo principal desse texto é informar a respeito da importância de se ter um olhar voltado aos suscetíveis riscos provenientes dos produtos químicos e as medidas cabíveis a serem tomadas por parte dos fornecedores, empregadores e trabalhadores. De forma resumida faz-se necessário que sejam tomadas uma série de medidas para evitar prejuízos materiais, financeiros, físicos, psicológicos, queda na produtividade e como consequência uma imagem negativa, reflexo de ações ou omissões negativas, resguardando assim todos os envolvidos quanto as normas em vigor e penalizações.Para que possamos falar sobre produtos químicos primeiramente temos que compreender o que é um produto químico de fato, um produto Químico é uma substância que se forma como resultado de reações químicas ou biológicas e (em reações que são bioquímicas).Enquanto o produto final de algumas reações pode ser o resultado de reações relativamente rápidas, de nano segundos a segundos, equilíbrios químicos em sistemas complexos podem requerer anos ou mesmo séculos para serem estabelecidos. Podemos dizer ainda que um produto químico é constituído por um ou mais compostos químicos que lhe permitem cumprir com uma determinada função. Os compostos químicos, por sua vez, são substâncias que contam com dois ou mais elementos que fazem parte da tabela periódica. A toxicologia é a ciência que estuda os efeitos nocivos decorrentes das interações de substâncias químicas com o organismo. A Norma Regulamentadora NR 26 “Sinalização de Segurança” diz que o produto químico utilizado no local de trabalho deve ser classificado quanto aos perigos para a segurança e a saúde dos trabalhadores de acordo com critérios estabelecidos pelo Sistema Globalmente Harmonizado de Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos (GHS), da Organização das Nações Unidas. A rotulagem preventiva é um conjunto de elementos com informações escritas, impressas ou gráficas, relativas a um produto químico, que deve ser afixada, impressa ou anexada à embalagem que contém o produto. Esse tipo de rotulagem deve conter os seguintes elementos: identificação e composição do produto químico, pictograma (s) de perigo, palavra de advertência, frase (s) de perigo, frase (s) de precaução e informações suplementares. Os aspectos relativos à rotulagem preventiva devem atender ao disposto em norma técnica oficial vigente. A NR 26 dita parâmetros para produtos químicos classificados como perigosos e não perigosos. O empregador deve assegurar o acesso dos trabalhadores às fichas com dados de segurança dos produtos químicos que utilizam no local de trabalho. Os trabalhadores devem receber “treinamento” para compreender a rotulagem preventiva e a ficha com dados de segurança do produto químico, sobre os perigos, riscos, medidas preventivas para o uso seguro e procedimentos para atuação em “situações de emergência” com o produto químico. Em meio a todo esse contexto a respeito de tais produtos devemos ressaltar a FISPQ como fator primordial para que acidentes e prejuízos não ocorram, a FISPQ é uma sigla que significaFicha de Informações de Segurança de Produtos Químicos,emalguns países, essa ficha é chamada Safety data Sheer (SDS), éum documento criado para normalizar dados sobre a propriedade de compostos químicos e misturas que tem como parâmetro a Norma Brasileira de número 14725 que conforme necessidade passa por atualizações, elaborada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), tem como objetivo fornecer informações sobre vários aspectos desses produtos quanto à saúde, segurançae ao meio ambiente visando informar dados referentes a procedimentos que buscam assegurar a integridade física, e de prevenção de acidentes e/ou incidentes.Vale ressaltar a integridade psicológica, quando me refiro a integridade psicológica falo quanto aos possíveis danos ocasionados por tais produtos após o acidente, em muitas das vezes as sequelas físicas e psicológicas são irreparáveis.Constam nas fichas recomendações primordiais quanto a medidas de proteções e ações no que tange a situações de emergências como dito anteriormente bem como omanuseio, transporte e armazenamento.Uma FISPQ aplica-se a um determinado tipo de produto químico como um todo e deve estar disponível de modo ao fácil acesso por meio dos trabalhadores, da fiscalização, dos próprios empregadores e claro dos serviços de atendimento no caso de alguma eventualidade. As informações contidas em uma FISPQ não são confidenciais, informações confidenciais a respeito dos ingredientes podem ser fornecidas de formas diferentes. A ficha é peça fundamental para a transmissão de informações aos trabalhadores, empregadores, profissionais da saúde e segurança, pessoal da emergência, agências governamentais, bem como membros da comunidade, instituições, serviços e outras partes envolvidas com o produto químico em questão. Uma pessoa sábia previne o pior ao invés de resolvê-lo.Sabemos que prevenir sempre será melhor que remediar! Ter uma cultura prevencionista beneficia a todos desde a população como um todo que arca com os prejuízos, governo, empregador e claro o trabalhador. Deve-se ficar atento ao uso dos EPI em relação aos produtos!Muitas vezes é preciso mudar para mudar e o caminho está em detalhes que fazem a diferença, sempre existirá um caminho para a mudança! Seja qual for a sua função dê o seu melhor pois estará dando o melhor de si mesmo e evoluindo para um destino diferente, fora da zona de conforto que o levará a estagnação ou até mesmo regressão. Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos.

Por Jheancarlos Garcia

B01 - 728x90