Parasitoses cutâneas

Tungíase - Parte 6

Quarta, 12 de Setembro de 2018.

Também conhecida como "bicho de pé", é causada por uma pulga (tunga penetrante ou tunga penetrans) que habita solo seco e arenoso das zonas rurais, chiqueiros e currais. Os hospedeiros habituais são os suínos e o homem. A fêmea fecundada do parasita penetra parcialmente na pele e alimenta-se do sangue do hospedeiro.
Diagnóstico: Há prurido (coceira) intensa na fase inicial e pode haver, depois, sensação de dor. As lesões são caracterizadas por pápulas amareladas com ponto escuro central. Encontradas ao redor das unhas, espaço interdigitais dos pés e plantas.
Tratamento: consiste da retirada da pulga com agulha e de desinfecção com tintura de ioso. O parasita pode ser destruído com eletrocoagulação ou cirurgia após anestesia local. Em caso de infestação intensa, está indicado o uso oral de tiabendazol (25mg/kg duas vezes ao dia, durante três dias a 5 dias). A profilaxia deve ser feita com o uso de calçados em áreas suspeitas e eliminação dos focos com BHC, DDT ou fogo.
Ixodíase - 7ª Parte
É uma doença produzida por carrapatos. Os ixodes são acarianos ectoparasitas, carrapatos que parasitam humanos e outros vertebrados alimentando-se do sangue e linfa do hospedeiro. Sõ transmissores de infecções graves, especialmente riquetsiose. O gênero mais frequente no Brasil é o Amblyomma, espécie cajennense, que parasita animais de sangue frio e mamíferos. É conhecido como "carrapato estrela" ou "carrapato do cavalo", vetor das doenças de Lyme e causada pelo espiroqueta Borrelia burgdorferi, já registrada no Brasil. Nos Estados Unidos a doença de Lyme é comum e o principal vetor é o ixodes scapularis (dammini) e na Europa, o Ixodes ricinus.
Os carrapatos Dermacentor costumam atacar cabeça, pescoço e parte superior do tronco, diferentemente do Amblyomma, que prefere a parte baixa das pernas, nádegas e virilhas, e do Ixodes scapularis, que geralmente fixa-se no tronco.
Como regra, os indivíduos picados por carrapatos apresentam os parasitas ainda fixado eles. É comum a fixação dos carrapatos nos cabelos, especialmente os Dermacentor, são causas importantes de paralisia por carrapato -os sintomas se resolvem com a remoção do parasita.
Continua na próxima publicação...

Por Dr. Eneas Zandomênico

B01 - 728x90