Pedalada pela vida e pela paz!

Quarta, 10 de Abril de 2019.

No próximo Sábado de Ramos a Pastoral da Juventude promove, uma vez mais, a pedalada anual, que se une às demais iniciativas da Campanha da Fraternidade por uma sociedade mais humana, realmente de irmãos que buscam vida bonita, digna e feliz para todos. Trata-se do 7º Passeio Ciclístico pela Vida e pela Paz, sob o tema: “Políticas públicas: luta e resistência pela vida da juventude”. Neste sábado, dia 13 de abril, a maratona dos cristãos pedaleiros sairá da Igreja de São José Operário, às 09 horas da manhã, rumo ao calçadão, no centro da cidade, onde a Profecia da Fraternidade será proclamada: na denúncia contra a matança recente, sobretudo de jovens, pelo crime organizado, na solidariedade com as famílias enlutadas, no apelo a políticas públicas pelas juventudes e pela segurança da cidade e na oração-convocação de São Francisco de Assis para que os cristãos e todas as pessoas do bem sejam eficazes instrumentos da paz. Segue uma breve confraternização. E dali a volta ao ponto de partida.
As três paróquias: São Sebastião, Santa Luzia e São José Operário, com seus respectivos párocos e seus movimentos de evangelização das juventudes (Pastoral da Juventude, Segue-me, EAC, Shalon, JUPAC, JUFRA, ...), com a presença do nosso bispo Dom Nelson Francelino, se unem nesse momento forte de evangelização para um tempo de perplexidade, de medo, de indiferença e individualismo. Hora de acordar a esperança, a fraternura, a solidariedade e a justiça para a vida e a paz! Esperançar! Esperançar! E, assim, congregam jovens e adultos pedaleiros para o testemunho de Jesus Cristo, nosso libertador-salvador, que veio e continua vindo, como sempre virá, “para que todos tenham vida e vida em abundância” (Jo 10,10) e haja “paz na terra aos homens e mulheres por Ele amados” (Lc 2,14). Eis a glória e Deus!
Esse momento forte, às vésperas da Semana Santa, está em sintonia com o Papa Francisco que valoriza a rica tradição da Igreja que, ao longo dos séculos, consagrou o Domingo de Ramos como o Dia da Juventude; por terem sido os jovens que acolheram e aclamaram Jesus como Salvador, quando da sua entrada gloriosa em Jerusalém (cf. Jo 12,12-19). Diz o Evangelho que tiravam suas vestes e as jogavam pelo chão improvisando um tapete para que ele entrasse com o seu jumentinho. E mais. Cortavam os ramos das árvores, com os quais aclamavam a Jesus como Deus e Senhor. Como aqueles jovens e a multidão cheios de fé, queremos testemunhar nossa fé no Crucificado-Ressuscitado com o clamor pela vida, com o grito pela paz! A dor gerada pelos muitos assassinatos, nos últimos tempos, em nossa querida e pacífica cidade de Três Rios arranca-nos da apatia social: defendei a vida! Promovei a paz!
Um destaque especial nesta 7ª Pedalada. Com o mesmo sentimento das Pastorais da Juventude do Brasil, frente ao crescente feminicídio no Brasil, sobretudo, contra a mulher jovem, pobre e negra,estaremos lançandoo tema da Semana da Cidadania, de 21 a 27 de abril: “Mulheres, é hora de transformar o que não dá mais”. O lema que ajudará as/os jovens na reflexão é: “Essa ciranda não é minha só, ela é de todas/os nós”. Para a iluminação bíblica, foi escolhido o versículo 13 do capítulo 15 do livro de Judite: “Ela foi para a frente de todo o povo e conduziu as mulheres na dança”. Vamos naqueles dias refletir sobre o protagonismo social e participação política das mulheres, a desigualdade de gênero no mercado de trabalho, a violência doméstica contra a mulher e o protagonismo feminino no seio da Igreja.
Convocação final: pegue a sua bicicleta e venha pedalar! Afinal, a juventude quer viver, a paz quer reinar e, sobretudo, Jesus Cristo quer salvar!

Medoro, irmão menor-padre pecador

Por Padre Medoro

B01 - 728x90