Posso discordar do Professor Leandro Karnal?

Sábado, 27 de Maio de 2017.

Em um vídeo que circula na internet o Professor Leandro Karnal, já bastante famoso em seu quadro “careca de saber”, faz uma relação entre o povo corrupto e as lideranças corruptas. Ele diz que não há como existir uma liderança corrupta se o povo não admitir a corrupção e vice-versa. Ocorre que a visão do eminente Professor é bastante pessimista e, em minha opinião, não traz nenhuma luz no fim do túnel.



Particularmente, eu acredito que também não exista sociedade 100% qualquer coisa, explico: Não existe sociedade totalmente corrupta ou totalmente honesta, e existe sim diversas pessoas que seus comportamentos podem ser classificados aceitáveis, pouco aceitáveis ou inaceitáveis e eles variam de acordo com a ocasião, assim como existe um polo de pessoas contumazes em delinquir e um outro polo de pessoas que possuem conduta ilibada.



Edmund Burke disse que "O mal triunfa sempre...Que os bons não fazem nada" e essa é a questão.



Tenho estudado os estilos de liderança e classificado líderes nos últimos anos e percebo a crise de liderança que vivemos no Brasil.



Inúmeros autores acadêmicos concluem que a liderança envolve o uso da influência por parte dos líderes sobre os liderados, com o objetivo de atingir metas. Nessa mesma linha de pensamento,StephenRobbins define a liderança como a capacidade de influenciar um conjunto de pessoas para alcançar metas e objetivos.O fato é que a liderança envolve a influência nas atitudes, crenças, comportamentos e sentimentos de outras pessoas e que se o líder possui desvios de caráter esses desvios irão influenciar seus liderados.



O que vemos no Brasil hoje é uma categoria de líderes políticos que vêm ludibriando grande parcela da sociedade por longa data.



Diversos fatores contribuem para a crise instalada, sendo destaque a baixa escolarização, a falta de emprego, a desigualdade social e a cultura de que o povo brasileiro é miscigenado e pacato, além da grande influência da maior liderança nacional que é a televisão. Tudo isso favorece que políticos oportunistas tenham se aliado aos donos do capital para a manutenção da pilhagem do País.



Ocorre que as pessoas boas que têm condições de contestar e reivindicar direitos se intimidaram diante de tamanha convulsão social e se enclausuraram por trás da internet ou se submeteram ao sistema por instinto de sobrevivência.



Está na hora das lideranças positivas serem identificadas no meio do povo, serem reconhecidas, capacitadas e legitimadas para uma nova fase, uma renovação político-institucional.


Por Ten.Coronel PM Márcio Guimarães

B01 - 728x90