ÚLTIMAS NOTÍCIAS
ÚLTIMAS

Que Museu queremos para Três Rios

Sábado, 15 de Maio de 2021.

  Que Museu queremos para Três Rios A museologia tem sido nos últimos tempos enriquecida com pensamentos e reflexões produzidos a nível mundial sobre as novas abordagens e práticasmuseológicas. Os museus existentes estão se reposicionando no sentido de responder as novas questões que se apresentam e os novos museus que se instituem tem sido pensado para dar respostas novas exigências das sociedades e comunidades pós modernas, onde se questionam a natureza dos seus museus.

Nas novas concepções e práticas museológicas tem a abordagem sobre o patrimônio cultural integrado a questões como passado-presente, objeto-sujeito, material-imaterial entre outras. Importante para pensarmos o museu que queremos, a noção de patrimônio cultural, como processo dinâmico e que se atribui papel importanteaparticipação ativa das comunidades e das expressões culturais consideradas no envolvimento do museu. A contextualização das coleções existentes ou a ser adquirida, buscam fortalecer a noção de identidade com o passado.A construção do conhecimento a partir das coleções e dos objetos que constituem o acervo museológico deve estabelecer uma relação com a comunidade.A noção de passado atribui a educação um papel importante.Através do passado se estabelece um vínculo, a noção do que somos e o que queremos,que vai formar uma noção de identidade e compreensão de nossa história e nossas especificidades culturais.

Temos que saber o que pretendemos como o nosso museu e questionar a sua função na sociedade, compreender a comunidade em que ele se situa e conhecer o seu público, indo de encontro as suas expectativas, oferecendo abertura para a comunidade. Somente desse modo poderemos dar sustentabilidade e permanênciaa nossa instituição museológica. Um museu deve questionar sua função na sociedade e compreender sua comunidade, conhecer seu público, ir de encontro as suas expectativas.É com esta abertura que se entende que os museus podem desenvolver um trabalho significativo com o qual as comunidades se identifiquem, partindo do princípio de que são estas as detentoras do processo de produção cultural.

Vamos continuar nossa luta que agora se situa no campo das ideias e concepções. O Museu Histórico Cultural de Três Rios já é realidade e temos que convocar todos os integrantes do seu território para participar da sua concepção conceitual.

Por Vera Alves - Cultura Centro-Sul

Crédito da Foto: Rogerio Carneiro