Quem é o verdadeiro sábio?

Quinta, 21 de Junho de 2018.

Certa vez um homem muito sábio chegou a uma pequena cidade e viu que as pessoas daquele local sempre que tinham uma questão para resolver, procuravam um senhor de idade que todos julgavam ter muita sabedoria. Ele não tinha formação acadêmica, não tinha estudo algum. E o homem que chegou naquela cidade e que já tinha recebido vários prêmios por sua sabedoria tinha vários cursos de graduação, tinha especializações, mestrado, doutorado. Ele se achava acima de todos e se recusava a conversar com quem não tivesse formação acadêmica. Ele dizia que não gostava de perder tempo com quem não tivesse nível intelectual para conversar com ele. Só que ao chegar naquela cidade, viu que ninguém o conhecia e nem dava importância aos diplomas e prêmios que tinha recebido. Ele achou ridículo e porque não dizer um absurdo que as pessoas dessem mais valor a um velho e acima de tudo analfabeto. Mas ele não iria sair daquele lugar sem ao menos ver o homem de que todos falavam e admiravam. Então, no dia seguinte, ele se arrumou, colocou sua melhor roupa e foi procurar o velho sábio. Era assim que todos o chamavam. E quando ele o encontrou começou a falar das viagens que já tinha feito, dos políticos que conhecia dos idiomas que falava. Já cansado de ouvir e ver tanta prepotência e orgulho, o velho se virou para aquele homem e perguntou o que ele queria. E rapidamente para testar o velho, o homem perguntou: por que o senhor é visto por todos como um sábio se não tem nenhum estudo? O velho então respondeu: você disse a mais pura verdade meu amigo. Eles me chamam de sábio, eu não me sábio. Quem se refere a mim assim são as pessoas. Ser sábio não é saber falar um monte de línguas, ter um monte de diplomas ou mesmo ter resposta para todas as perguntas. A verdadeira sabedoria está em saber ouvir e entender que nascemos aprendendo e morreremos ser termos aprendido todas as coisas.

Por Suzane Ferreira

B01 - 728x90