Saúde Mental: Transtorno Afetivo Bipolar

Quinta, 07 de Setembro de 2017.

Saúde Mental: Transtorno Afetivo Bipolar

O Transtorno Afetivo Bipolar é um transtorno de humor, caracterizado por episódios cíclicos de euforia e depressão com alguns períodos de estabilidade. Não se trata de uma simples oscilação de humor ou temperamento, mas de um distúrbio psiquiátrico grave e potencialmente incapacitante.

De acordo com a Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID-10, o Transtorno Afetivo Bipolar é composto por alterações de humor onde se tem: aumento de energia e atividade (mania) e rebaixamento de humor, diminuição de energia e atividade, chamado de estado depressivo. Os episódios de mania e depressão geralmente seguem os eventos estressantes da vida, ou seja, surgem mediante “situações gatilho”. Os episódios de mania começam abruptamente e duram em média duas semanas, 04 ou 05 meses; Já os estágios de depressão tendem a ser mais prolongados, em média 06 meses.

Estudos apontam para influências genéticas no aparecimento do transtorno e certa correspondência com áreas cerebrais afetadas. Acomete homens e mulheres na mesma proporção.

Os principais sintomas nos episódios depressivos são:
- Tristeza profunda;
- Isolamento social;
- Diminuição da resposta sexual;
- Alterações de apetite;
- Alterações do sono;
- Perda de energia ou sentimento de fadiga frequente;
- Dificuldadesde concentração;
- Falta de sentido na vida e ideações suicidas.

Na fase maníaca:
- Agitação psicomotora;
- Estado de alerta e euforia;
- Elevação da autoestima;
- Irritabilidade e agressividade;
- Aumento da libido;
- Sentimentos de grandeza.

O tratamento para o Transtorno Afetivo Bipolar deve ser medicamentoso (psiquiátrico) e psicoterapêutico para uma melhor aceitação e adaptação ao diagnóstico.

Por Bruna Spada

B01 - 728x90