Setembro Amarelo e a Luta Pela Vida

Sábado, 29 de Setembro de 2018.

Setembro Amarelo e a Luta Pela Vida

Em tempos de constante avanço tecnológico e padronização dos processos em diversos segmentos a máquina humana precisa cada vez mais de atenção especial no que tange a saúde física e mental. O movimento Setembro Amarelo vem com a proposta de conscientizar e prevenir a população quanto ao suicídio e mostrar que existe alternativa em cerca de 90% dos casos segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) que trata o suicídio como sendo um problema de saúde pública.Nos momentos de adversidades é importante que se tenha uma inteligência emocional positiva bem como equilíbrio entre a razão e emoção, a adversidade seja ela externa ou interna pode servir de gancho para um amadurecimento se trabalhada. Segundo a OMS, a saúde é um completo bem-estar físico, mental e social, ambas as esferas possuem papel com ênfase no que tange às questões relativas à segurança e saúde do trabalho. Sabemos que a maior parte da população já trabalhou, trabalha ou pretende trabalhar em determinado momento, e que o trabalho influencia diretamente na vida do indivíduo, entende-se que no ambiente laboral exista a procura da redução e/ou eliminação de esforços físicos e psíquicos nos sistemas produtivos, o que gera maior produtividade, ganho financeiro e qualidade de vida. Em uma sociedade cada vez mais complexa e a procura de produtividade observamos muitas vezes pessoas que se sentem cada vez mais pressionadas e distantes do sistema que as cerca, levando-as a uma “carga emocional significativa” podendo levar até mesmo a situações extremas como a tentativa de suicídio que pode ou não findar em óbito. No ambiente de trabalho não raramente encontramos pessoas acometidas pela Síndrome de Burnout, também conhecida como Síndrome do Esgotamento Profissional, assim denominada pelo psicanalista alemão Freudenberger, após constatá-la em si mesmo. O termo Burnout tem origem na língua inglesa burn e outque respectivamente significa queimar e fora.A união dos respectivos termos é melhor traduzida por “ser consumido pelo fogo” ou então “consumir-se, destruir-se, de dentro para fora”. A síndrome é um distúrbio psíquico que caracteriza-se pelo esgotamento físico, mental e psíquico do indivíduo que leva de forma gradativa a perda pelo comprometimento, relacionamento interpessoal de qualidade, motivação e consequentemente de produtividade. Em poucas palavras podemos definir a síndrome de Burnout como um estado de esgotamento físico e mental cuja a causa está diretamente ligada a vida profissional.Diversas são as causas de suicídio, entre elas podemos citar motivos familiares, sobrecarga no trabalho, desafetos, autoestima baixa, problemas de saúde, dificuldade financeira, uso de substâncias como álcool e outrasdrogas.O suicídio chega a ceifar a vida de um brasileiro a cada 45 minutos e de uma pessoa no mundo a cada 45 segundos,a taxa de mortos por dia chega a superar a de vítimas da AIDS e da maioria dos tipos de câncer. Para cada suicídio cerca de seis a dez pessoas são diretamente impactadas, pessoas essas que sofrem consequências muitas das vezes irreparáveis. A pessoa que tenta ou tira a própria vida não quer atentar contra a própria vida na grande maioria dos casos, mas sim contra a dor que está sentindo, evitar tratar o assunto como tabu,receber e dar apoio é um grande passo tendo em vista que o bem de maior valor para o estado, empresa e até mesmo falando como ser humano é a vida humana, sabendo que a mesma tem valor imensurável. Vale ressaltar que o Centro de Valorização da Vida (CVV) disponibilizou o número 188 para todo o Brasil com a finalidade de diminuir as taxas de suicídio no país e realizar apoio emocional e de prevenção do suicídio de forma voluntária e gratuita.Não é vergonha procurar ajuda seja de pessoas de confiança, profissionais ou pela fé. Na maioria das vezes o suicídio está ligado a depressão, a bíblia livro com o maior número de exemplares distribuídos no mundo menciona diversos casos de pessoas que sofreram aflições e que conseguiram contornar a situação como nos casos de Elias, Jeremias e do próprio rei Davi. Jesus Cristo na passagem bíblica de João capítulo dezesseis versículo trinta e três diz que“no mundo tereis aflições. Mas tende coragem! Eu venci o mundo”. Algo que pode vir a levar a uma situação extrema é a ansiedade pelo que está acontecendo e/ou principalmente pelo que está por vir, e mais uma vez esse livro milenar trás um norte a respeito de como lidar com isso como na citação de Mateus Capítulo seis versículo trinta e quatro que diz que“ não devemos nos preocupar pelo dia de amanhã, pois o dia de amanhã terá sua própria preocupação”! Se algum dia for dormir com a tristeza procure acordar com a felicidade tendo em mente que somos um milagre extraordinário! Não fique angustiado achando que você é diferente de todos ao seu redor e anormal, pois ninguém visto de perto parece ou é normal.Lembre-se de que a vida é para quem se lança e atreve a viver, e que o maior valor não é aquilo que você possui ou conquista, mas o que você é, e o que você deixa como legado, o que você reflete.Se está vivo viva! O senhor é o nosso pastor e nada nos faltará.

Por Jheancarlos Garcia

B01 - 728x90