Vamos Falar Sobre o Ganho de Produtividade e Segurança com a Queda nos Índices de Absenteísmo e Presenteismo?

Sábado, 06 de Abril de 2019.

Você sabe o impacto do absenteísmo e presenteismo nas empresas e instituições? Para que essas questões sejam compreendidas primeiramente devemos saber do que se trata, entender o significado dessas palavras e visualizar todo o cenário que as cerca.Absenteísmo é uma palavra que tem origem no latim, onde absens significa “estar fora, ausente ou afastado”.
O absenteísmo ou absentismo se baseia no ato de se abster de alguma função ou atividade, é um padrão habitual de ausências no processo produtivo de trabalho, também se refere ao modo de agir de quem é neutro em algum assunto ou atividade, a palavra pode ainda ser entendida como sistema de exploração agrícola, o que não se aplica a esse texto.
Os índices de absenteísmo representam o número de horas trabalhadas perdidas devido a ausência do trabalhador no ambiente de trabalho, seja por atrasos, saídas, afastamentos e faltas justificadas ou não, esses índices tem aumentado de modo significativo afetando cada vez mais a produtividade, rentabilidade, eficiência e eficácia das empresas ou instituições.O presenteismo por sua vez é quando o indivíduo está de corpo presente no ambiente de trabalho, mas não tem produtividade.
A pessoa está no ambiente laboral, mas a mente não. Desde a década de 1990 as empresas e instituições tem feito associação dessa situação a condições de segurança e saúde tendo em vista uma análise de um aspecto mais amplo. Creio que todos nós conhecemos em determinado momento alguém que se afastou do trabalho, que adoeceu, que tem o hábito de se atrasar para chegar no emprego ou de sair mais cedo, que costuma se ausentar do serviço com certa frequência seja de forma justificada ou não, ou que comparece ao trabalho, mas, por assim dizer, não bate o cartão faz tempo por diversos fatores.
Em certos casos alguns vivem com o pensamento distante, o indivíduo vai trabalhar mas produz bem abaixo das expectativas, em outros o mesmo se encontra desmotivado, desgastado física e/ou mentalmente, saturado ou como costumamos dizer de saco cheio de estar realizando as atividades laborais aos quais está incumbido, temos ainda os que estão com a barba de molho,o que entra em outras questões como princípios e valores éticos e morais.É importante realizar um recrutamento e seleção de qualidade bem como explicar de forma clara ao colaboradoras atividades a serem exercidas, coloque a pessoa certa no lugar certo e obterá êxito, coloque a pessoa errada no lugar errado e estará fadado ao desastre.Vale ressaltar que “temos que cuidar dos caminhos em que passamos,pois podemos retornar um dia”.
O absenteísmo e presenteismo tem tirado o sono dos empregadores e principalmente dos departamentos de Recursos Humanos RH e de Segurança e Saúde do Trabalho SST, em ambos os casos os departamentos são diretamente afetados ocasionando prejuízos para o empregador e demais trabalhadores. Vale lembrar que quando um colaborador não comparece ao trabalho ou comparece de forma ineficaz provavelmente outroou outros terão que ser remanejados para compensar a sua ausência, ocasionando um efeito dominó onde todos são afetados, o ritmo aumenta e os riscos de acidentes também.
Além do desgaste físico para compensar uma sobrecarga de trabalho existe o emocional com todo o transtorno, findando em queda de produtividade. É importante que os departamentos responsáveis criem mecanismos para lidar com a situação evitando e/ou diminuindo o absenteísmo e presenteismo levando em conta o bem-estar físico e emocional dos trabalhadores.Sabemos que a falta de organização, planejamento, estímulos motivacionais, profissionais e econômicos por parte dos empregadores podem acabar por minar os objetivos e necessidades de seu capital humano.
Conforme demonstrado na Pirâmide das Necessidades de Maslow os colaboradores são pessoas antes de qualquer coisa e tem necessidades fisiológicas, de segurança e estabilidade, sociais, de estima e autorrealização, quando algo abala a estrutura dessa pirâmide os resultados podem ser abaixo do esperado.É fácil perceber a importância da motivação e de funcionários engajados com as metas da empresa ou instituição, algumas pessoas falam que a motivação dura pouco tempo.
Os períodos das alimentações também duram pouco em comparação aum dia, mas é recomendável que sejam diárias.É importante que a empresa seja formada não só por um grupo de pessoas, mas por uma equipe, caso contrário as chances de estagnação ou digressão são consideráveis colocando em risco a longevidade organizacional. Incentivaro “treinamento e desenvolvimento” dos funcionários é primordial para o sucesso de qualquer negócio. As empresas se assemelham muito a uma sala de aula pedagogicamente falando, aprender é sempre bom, nossa vida é uma grande sala de aula onde somos eternos aprendizes.
Uma gestão eficaz produz resultados positivose pode ser vista desde os pequenos detalhes aos de maiores expressão, é preciso dar o melhor no que se faz para ter o melhor do que se faz.Tenha como pilar a organização, o planejamento e as pessoas, não julgue as coisas fora do tempo. Lembre-se que toda e qualquer árvore já foi semente um dia e que todo homem já foi um bebê que precisou de ajuda. Ninguém faz tudo sozinho, se você pensa desse modo “semente”.Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos.

Por Jhean Garcia

B01 - 728x90