Vergonhoso Teatro Político

Quinta, 26 de Outubro de 2017.

Vai chegando ao final o vergonhoso teatro político em cartaz em Brasília. Os aliados de Michel Temer, mais uma vez vão entrar em cena num palco pouco iluminado pelos holofotes da sabedoria, da honestidade, do respeito ao povo brasileiro. Ao atuarem como canastrões, ou seja, aqueles que não têm talento suficiente para bem interpretar um personagem, não merecem sequer luz de lamparina nessa escuridão que se arrasta faz tempo que é o jogo sujo da vantagem em troca do vil metal e outros expedientes usados pelo Planalto para garantir a permanência do governo e de alguns de seus ministros, acusados dos crimes de obstrução de justiça e organização criminosa.

Há uma grande ansiedade por parte dos aliados de Temer, que querem liquidar logo a fatura, pois quanto mais rápido o desfecho menor o desgaste. Todos eles sabem que, tal desgaste será inevitável. As urnas vão afirmar o que estou escrevendo há muito tempo em minhas análises políticas aqui neste jornal. O eleitor nunca esteve tão atento, acompanhando do lado de fora tudo que vem ocorrendo dentro das duas casas legislativas. Temos que reconhecer que existem raras exceções. Alguns não embarcaram nessa canoa furada e, com toda certeza, não terão seus nomes pendurados no grande varal da decepção.

Daqui a pouco esse governo errante, que não conseguiu sequer sustentar a tal “ponte para o futuro”. Já que, até hoje tem navegado mais para trás do que para frente, vai chegar ao fim. Seu principal objetivo é se safar, custe o que custar da cassação do seu mandato. São cada vez crescentes as manobras de gastos para comprar o apoio de políticos para barrar os pedidos de impeachment que se acumulam no Congresso Nacional..

Estamos diante de uma inoperância da política tradicional,. Um sistema que não responde aos desejos do eleitor e que, sem dúvida alguma, pode entrar em colapso, justamente pela crescente corrupção praticada por esses políticos inescrupulosos, subservientes, dominados e atraídos facilmente por um governo que os intima para cafés da manhã e lautos jantares para acertar o valor que pagará pelo voto de cada um, cuja contrapartida é não permitir a cassação do seu mandato. O palácio do Jaburu foi transformado num vergonhoso balcão de negócios.
Fica aqui o convite para assistirmos a “brilhante” interpretação desses atores no palco do vergonhoso teatro político.

Vou ficando por aqui.


Por Carlos Letra

B01 - 728x90