Você sabe o que significa a sigla EPI sua história e importância?

Sábado, 07 de Julho de 2018.

Você sabe o que significa a sigla EPI sua história e importância?

Como dito anteriormente em outra oportunidade muita coisa mudou com a evolução dos processos de trabalho em todo o mundo (após a Revolução Industrial), novos riscos se originaram sem que as devidas medidas de proteção fossem tomadas, todavia podemos dizer que o ser humano começou a fazer uso de Equipamento de Proteção Individual – EPI antes disso, os nossos ancestrais conhecidos como homens das cavernas por necessidade começaram a fazer uso de peles de animais para que pudessem se proteger. Os povos indígenas utilizavam vestimentas feitas de couros de animais para obter o mesmo resultado. Com o passar do tempo as necessidades foram se modificando e não podemos deixar de citar as armaduras utilizadas pelos cavaleiros da idade média e pelos nobres samurais que com sua sabedoria e destreza dominaram sua época com a utilização desses equipamentos de proteção. O Progresso dos EPIs deu um enorme salto com a Revolução Industrial através das necessidades das fundições, metalúrgicas, mineradoras, oficinas e etc. A Primeira Guerra Mundial e a Revolução Industrial tornaram-se fatores cruciais para a evolução dos EPIs, evidenciaram a necessidade de prevenção e proteção. Desde então a evolução no aprimoramento desses equipamentos não cessou e constantemente temos produtos cada vez mais eficazes no mercado. A descoberta de novas tecnologias, materiais, e novos métodos de estudo auxiliam na preservação do bem mais valioso existente: a vida. No Brasil temos uma série de normas em vigor visando a preservação do trabalhador,dentre essas destaco as Normas Regulamentadoras - NRs que tem poder de lei. A NR 6 Equipamento de Proteção Individual – EPI tem o intuito de evitar acidentes do trabalho que acabam por gerar transtornos e custos para a empresa, economia, colaborador e toda a população como que em efeito cascata. Para fins de aplicação desta Norma Regulamentadora – NR, considera-se EPI, todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e saúde no trabalho. Vale ressaltar que não basta apenas fornecer o EPI, o mesmo deve ser o adequado para a atividade, o colaborador deve receber treinamento para a utilização de forma correta, o fornecimento e treinamento devem ser registrados. O EPI de fabricação nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou utilizado com a indicação do Certificado de Aprovação – CA, expedido pelo órgão nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego. O não cumprimento dessas diretrizes pode ocasionar multas e maiores transtornos. Tão importante quanto fornecer os EPIs é conscientizar quanto a importância da utilização. “EPI no armário não protege funcionário”. Não espere a emergência chegar. Previna sempre!
Lembre-se a verdadeira segurança quem faz é você!
O senhor é o nosso pastor e nada nos faltará.






Por Jheancarlos Garcia

Crédito da Foto: Reprodução

B01 - 728x90