ÚLTIMAS NOTÍCIAS
ÚLTIMAS

58% dos internautas brasileiros acessam a web exclusivamente pelo celular

País - (Cotidiano) - Quinta, 28 de Maio de 2020 às 07:00 horas.

  58% dos internautas brasileiros acessam a web exclusivamente pelo celular No Brasil, ainda existem 20 milhões de domicílios sem acesso a Internet, o equivalente a 26% do total do País. Das residências com acesso, 27% têm Internet por meio de conexão móvel. O celular é o principal dispositivos para acessar a Internet para 99% dos usuários da rede. Porém, mais de 47 milhões de brasileiros simplesmente não acessam a Internet, ou um em cada quatro brasileiros. E, entre os que usam, 58% acessam exclusivamente pelo celular. O percentual é mais acentuado se o recorte for entre as classes D e E, onde 85% dessa camada da população acessa a Internet apenas pelo handset, ou na área rural (79%). O uso exclusivo do celular também predomina entre a população preta (65%) e parda (61%), frente a 51% da população branca. O Brasil tem 134 milhões de usuários de Internet, o que representa 74% da população com 10 anos ou mais. Os dados são da pesquisa TIC Domicílios 2019, divulgada nesta terça-feira (26)
A pesquisa também apontou que o uso de soluções digitais ofertadas pelo governo são limitadas às camadas mais ricas da população (classes A, B e C). “Aquele cidadão que usa múltiplos dispositivos tem mais acesso à informação, interage melhor com o governo e possui mais habilidades digitais”, explica Barbosa. Para o gerente do Cetic.br, um exemplo que evidencia a falta de conhecimento de usar a tecnologia é o Auxílio Emergencial, com muita gente tendo dificuldade de baixar o aplicativo. “A falta de acesso à Internet e o uso exclusivamente por celular, especialmente nas classes D e E, evidenciam as desigualdades digitais presentes no país e apresentam desafios relevantes para a efetividade das políticas públicas de enfrentamento da pandemia. Isso revela de forma clara as desigualdades no Brasil. E a pesquisa deixa claro que temos alguns gaps que as políticas públicas vão ter que resolver”.
A busca por informações está entre as principais atividades realizadas na Internet, sobretudo a busca por produtos e serviços (59%), seguida por assuntos relacionados à saúde ou a serviços de saúde (47%). Essa última apresenta uma proporção menor entre pessoas de 60 anos ou mais (39%) e nas classes D e E (31%).
Durante a apresentação da pesquisa, o coordenador da TIC Domicílios, Fabio Storino, explicou que fazer buscas sobre saúde, por exemplo, está mais presentes entre as pessoas que possuem banda larga fixa. “São domicílios com mais dispositivos – computadores ou tablets, por exemplo –, capazes de realizar essas atividades em maior proporção do que aqueles apenas com a conexão móvel domiciliar, assim como são as pessoas com computadores em casa que fazem trabalho remoto e atividades escolares em maior proporção do que quem tem apenas o celular”. Fonte: Mobile Time

Por Redação

Crédito da Foto: Reprodução

Publicidade