Abril Verde visa reduzir os acidentes de trabalho e os agravos à saúde do trabalhador

No Brasil, de 2012 a 2017, foram aproximadamente 15 mil vítimas de acidentes de trabalho fatais

Três Rios - Sábado, 14 de Abril de 2018.

Abril Verde visa reduzir os acidentes de trabalho e os agravos à saúde do trabalhador

Para conscientizar as pessoas sobre a importância da prevenção nos ambientes de trabalho foi criado o movimento Abril Verde. Segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), o número de acidentes de trabalho fatais ao ano chegam a 321 mil.
Dois milhões de pessoas morrem por ano no mundo devido a doenças ocupacionais e, a cada 15 segundos, um trabalhador morre por conta de uma doença relacionada ao trabalho.
O Brasil aparece em quarto lugar no ranking mundial de acidentes fatais de trabalho. De 2012 a 2017, foram aproximadamente 15 mil vítimas de acidentes de trabalho fatais e mais de 4 milhões de pessoas sofreram acidentes ou doenças do trabalho.
A cada 3h38m, uma pessoa morre por acidente de trabalho e cada 48 segundos alguém se machuca no ambiente de trabalho. De acordo com a Previdência Social, o Brasil registra mais de 700 mil acidentes de trabalho por ano.
Em 2014 foram 251 mil e quinhentos afastamentos por período superior a quinze dias por causa de acidentes de trabalho e maior parte dos acidentes foram causados por máquinas e equipamentos.
Com isso os gastos com despesas previdenciárias com benefícios como o auxílio doença, aposentadoria por invalidez, pensão por morte e auxílio-acidente e seqüelas passam dos R$ 26 bilhões e 315 milhões de dias de trabalho são perdidos.
Para mudar este quadro o Abril Verde entrou em ação e este mês foi escolhido devido ao dia 28 de abril, data em que é celebrada o “Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho”.
Essa data foi escolhida em razão da morte de 78 trabalhadores, que sofreram um acidente em uma mina nos Estados Unidos, em 1969. Durante todo mês de abril o movimento promove encontros, palestras, seminários, debates, mobilizações sociais, sinalizações com o símbolo do laço verde e iluminação esverdeada de edificações públicas ou privadas em referência à segurança e à saúde do trabalhador.
Para falar um pouco mais sobre o assunto o diretor, consultor e palestrante pela Sankyo Consultoria e Treinamentos de Sapucaia, Jheancarlos Garcia Silva, que é especialista nesta área, concedeu a entrevista que segue abaixo.
Entre-Rios Jornal: O que é segurança do trabalho?
Jheancarlos Garcia: É um conjunto de medidas, ações e normas que visam aumentar a segurança, prevenção de acidentes, incidentes e/ou doenças relacionadas ao trabalho.
ERJ: O que é saúde do trabalho ou saúde ocupacional?
JG: Saúde Ocupacional nada mais é do que um setor específico dentro da grande área da saúde, porém, que lida unicamente com a saúde voltada para o trabalhador. O principal intuito da saúde ocupacional é se voltar para a prevenção de doenças e demais problemas que possam se originar no ambiente de trabalho.
ERJ: Para que serve a segurança no trabalho?
JG: A segurança no trabalho serve para prezar a integridade física dos colaboradores e empregadores, bem como seu bem estar emocional e preservação dos bens materiais. Vale ressaltar que a segurança do trabalho, se bem aplicada gera redução de custo, aumento da qualidade de vida e produtividade.
ERJ: Quem atua nessa área de segurança do trabalho?
JG: Se visto de uma forma abrangente todos devem atuar na segurança do trabalho, governo, empregadores e trabalhadores.
ERJ: Para trabalhar na área de segurança do trabalho é necessário ter qual formação?
JG: Técnico de segurança do trabalho, tecnólogo de segurança do trabalho e engenheiro de segurança do trabalho, sendo que o tecnólogo de segurança do trabalho ainda não tem seus serviços exigidos por lei nos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do trabalho (SESMT), algo que pode vir a mudar.
ERJ: Onde o profissional desta área pode trabalhar?
JG: Todos os setores (hospitais, construção civil, indústrias, rede de comércio, área naval, ferrovias, área rural, palestras, instituições de ensino...). Toda empresa que tenha colaborador tem que ter medidas de segurança e saúde no trabalho, se o empregador tiver um funcionário já terá que cumprir as normas vigentes em relação à segurança e saúde do trabalho.
ERJ: Qual a função do profissional de segurança do trabalho?
JG: Prezar pelo cumprimento das normas vigentes e levar segurança aos ambientes laborais, ou seja, ambientes de trabalho. Dar treinamentos e elabora documentos, como Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), que segue as diretrizes da norma regulamentadora 9 (NR 9) da Portaria 3.214/78.
ERJ: Para abordar este tema você realiza eventos e palestras?
JG: Sim, faço eventos e palestras na região voltados à conscientização de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais. Ressalto nos encontros que promovo que todos saem perdendo com uma cultura não prevencionista. Os empregadores perdem, os colaboradores perdem, o governo perde e toda a população consequentemente, é um verdadeiro efeito dominó. Prevenir é melhor que remediar, e com isso gera uma economia financeira, traz qualidade de vida, aumenta a produtividade e garante a segurança.
ERJ: Qual é o maior objetivo de seu trabalho?
JG: O objetivo maior é reduzir os acidentes de trabalho e os agravos à saúde do trabalhador e mobilizar o envolvimento da sociedade, dos órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada, para prevenir e alertar sobre os problemas que ocorrem no mundo do trabalho e em decorrência do mesmo. Meu desejo é levar saúde e a prevenção para dentro do local onde passamos grande parte do nosso dia, da nossa vida e produzindo a riqueza da sétima economia do mundo.
Em comemoração ao Abril Verde, Jheancarlos vai promover no dia 28 de abril, em Sapucaia, um evento aberto à população, em local e horário a definir, com tema: “Prevenir”. Na ocasião será levado conhecimento para as pessoas sobre a segurança no trabalho, haverá distribuição de cartilhas, entre outros.
No dia 4 de maio, Jheancarlos também irá promover, em Além Paraíba, oito palestras, que serão ministradas por parceiros relacionados à área de segurança do trabalho.
Fontes: http://www.abrilverde.com.br; http://fechadocomaseguranca.com.br; http://congressoemfoco.uol.com.br; http://justificando.cartacapital.com.br

Por Aline Carius

200 produtos com 50OFF -  468x60
AMARO 300x250_2