Avó de Obama votou por correio antes de morrer; voto irá valer

Antes de morrer na véspera das eleições presidenciais, Madelyn Dunham, 86, avó materna do candidato à Presidência pelo Partido Democrata, Barack Obama, votou pelo correio. De

Três Rios - (Mundo) - Domingo, 11 de Maio de 2008.

Antes de morrer na véspera das eleições presidenciais, Madelyn Dunham, 86, avó materna do candidato à Presidência pelo Partido Democrata, Barack Obama, votou pelo correio. De acordo com um porta-voz do candidato, o voto dela será contabilizado apesar da sua morte. “Uma vez que se emita um voto antecipado, ele já conta”, afirmou Linda Douglass. Dunham faleceu na segunda-feira, em sua casa no Havaí, depois de uma longa batalha contra o câncer. anteontem, o próprio Obama anunciou, em um comício na Carolina do Norte, a morte da avó que o criou a partir dos 10 anos, quando a mãe foi trabalhar na Indonésia. Obama, que tem o pai queniano e a mãe americana, interrompeu a sua campanha há alguns dias para visitar a avó, já muito doente. Na homenagem à avó, Obama —que em determinado momento não resistiu e começou a chorar, mas sem interromper o discurso— falou sobre os “heróis calados” do país, que se sacrificam todos os dias em seus trabalhos para levar à frente suas famílias e a nação. Ele disse ainda que, nesta terça-feira, dia oficial da votação para presidente, os americanos têm “a chance de prestar homenagem a estes heróis calados” e votar por políticas que demonstrem que seus sacrifícios não foram em vão. da France Press/ Folha SP

Por Redação

Publicidade
1200x628jpg
B03 - 300x250