Clube de Leitura de Três Rios: através da literatura mais cultura para o município

Três Rios - (Educação) - Sábado, 09 de Fevereiro de 2019.

Clube de Leitura de Três Rios: através da literatura mais cultura para o município

Em um país onde a leitura é desvalorizada, onde o livro fica em segundo ou terceiro plano por conta do entretenimento cada vez mais audiovisual, onde escritores têm problemas vivendo apenas de direitos autorais, existem aqueles que, nadando contra a maré, buscam ampliar a leitura e fazê-la se expandir cada vez mais em solo brasileiro.
A primeira regra do Clube é que devemos falar sim sobre o Clube Literário, que acontece na livraria do segundo piso do shopping Américo Silva, e vem crescendo progressivamente a cada ano.
Sabrina Travassos, que sede o espaço para o Clube, conta como foi, da ideia à realização, confira:
ERJ: Como surgiu a ideia para os Clube de Leitura?
Sabrina: Desde que comecei a trabalhar com livros, há 14 anos, quis criar um Clube de Leitura. Converso todos os dias com leitores sobre os livros que estamos lendo e ter um dia pra reunir leitores apaixonados para falar sobre livros seria maravilhoso. Todo leitor quer conversar sobre o livro que está lendo, trocar ideias, falar sobre suas impressões sobre aquele personagem que ama ou odeia. Estamos sempre indicando aquele livro incrível que estamos lendo para amigos. E quando abrimos a livraria, um dos objetivos meu e da Elane, era criar o Clube e após 6 meses colocamos em prática. Hoje o Clube de Leitura já é um evento cultural não só da livraria Favorita, mas de Três Rios.
ERJ: Quando começou?
Sabrina: O Clube começou em agosto de 2015.
ERJ: Com quantas pessoas começou? E atualmente, tem quantos membros?
Sabrina: Começou com cinco pessoas, dois clientes e três da equipe da livraria. Hoje a média é de 15 a 20 participantes.
ERJ: Quais as datas e horários dos eventos?
Sabrina: Geralmente acontece na segunda quinta-feira do mês, às 19h30.
ERJ: Quais os livros abordados em cada encontro?
Sabrina: Em três anos e seis meses já lemos 44 livros.
ERJ: Teve algum escritor participando em meio ao projeto?
Sabrina: Sim, o autor Francisco Azevedo participou do encontro onde lemos o livro dele: “Os novos moradores”.
ERJ: O encontro é um grupo fechado ou é aberto para qualquer pessoa?
Sabrina: É aberto ao público. Qualquer pessoa que leu o livro do mês pode participar, ou mesmo se não leu pode ir para conhecer.
ERJ: Como ser um membro dos encontros?
Sabrina: Para participar do clube é preciso ler o livro do mês, temos um grupo no WhatsApp também onde conversamos sobre o livro que estamos lendo e sobre literatura.
ERJ: O grupo é composto por mais homens ou mulheres?
Sabrina: Por mulheres, mas no último ano os homens estão participando mais.
ERJ: Qual gênero literário mais comum nesses encontros?
Sabrina e Aline: Escolhemos o livro levando em consideração as discussões que podemos provocar com ele. Procuramos diversificar autores, editoras, nacionalidades e assuntos.
ERJ: Há consenso entre as críticas desenvolvidas pelos participantes?
Sabrina e Aline: Nem sempre, e isso é o ponto alto do clube, somos pessoas diferentes e ao ler um livro, nossas experiências de vida influenciam na crítica, na troca e com isso aprendemos muito. Nem sempre temos a mesma visão que o outro tem do mesmo livro.
ERJ: Como ocorre o processo da escolha do livro mensal?
Sabrina e a mediadora Aline contam: Escolhemos o livro levando em consideração as discussões que podemos provocar com ele. Procuramos diversificar autores, editoras, nacionalidades e assuntos.Uma curiosidade: A autora Elena Ferrante foi a autora mais lida no clube, lemos 5 livros dela. Escolhemos o livro "Mrs. Dalloway" da escritora Virgínia Woolf para discutir em um dos nossos encontros. Como esse livro apresenta-se em diversas edições, e nunca limitamos isso, cada integrante escolheu uma delas. No dia do encontro a maioria estava revoltada com a linguagem rebuscada do livro! Afirmando que não entenderam nada da história. Uma minoria dizendo que amou, que entenderam a história. Ao ler um trecho do livro percebemos que a maioria havia escolhido uma tradução rebuscada do escrito Mário Quintana, por isso cada um tinha uma opinião sobre a linguagem do livro. Outra história interessante: Quando lemos o livro "O sol é para todos" da escritoraa Haper Lee, algumas integrantes do clube compraram uma torta hollandesa, que foi citada diversas vezes na história. Ao finalizar o encontro, a Sabrina deixou a torta cair no chão e ela simplesmente sujou todo o chão da livraria com creme de manteiga
Além do Clube de Leitura, Sabrina conta que também existe o projeto “Vamos ler juntos”. O projeto tem como propósito ler grandes clássicos da literatura.
Como funciona:
A cada 15 dias devem ser lidos alguns capítulos ou quantidade de páginas e depois o pessoal se encontra para conversar e trocar ideias sobre a obra.
São dois livros por ano e já foram lidos:
• Grande Sertão: Veredas, de João Guimarães Rosa;
• Cem anos de Solidão, de Gabriel Garcia Marquez;
• Ulisses, de James Joyce;
• 15 Contos Escolhidos, de Katherine Mansfield;
E no próximo dia 12 fevereiro, o projeto começará o livro “Clássicos do Conto Russo”.

Separamos também depoimentos de membros do Clube de Literatura que explicam como o Clube tem feito diferença e tem criado laços.
“Sempre gostei de ler, mas sentia falta de compartilhar minha opinião e ouvir a de outras pessoas. Isso se realiza no Clube. Adoro!” Marcia Loureiro.
“Fazer parte do Clube de Leitura é trocar experiências, compartilhar ideias e ver a história de outros ângulos. Ler é viajar.” Angela Magaldi Kopke.
“Estou amando a experiência de fazer parte do Clube de Leitura da Livraria. Antes, só via isso nos filmes! Sabiamente, a Sabrina trouxe essa ideia singular para Três Rios, traduzindo-se em inovação e sucesso. Sempre tive o hábito de ler, prática que foi implementada pela minha mãe: Lídia Machado Pereira, a qual sempre contou histórias para mim e para as minhas irmãs. Depois, nos levava para a biblioteca municipal, a fim de que pegássemos dois livros por semana, além de nos incluir no Clube do Livro: comprávamos livros todos os meses. Gosto muito de ler. Quando criança, realizava tal ação através de gibis: possuía uma farta coleção! O Clube da Leitura tem me auxiliado a conciliar leitura e disciplina. In love com os nossos encontros!” Gabrielle Fontainha.
“Parabéns Sabrina!!! O clube da leitura da livraria é um sucesso! O fato de poder comentar é super positivo, parece que o livro ganha mais vida.” Lídia Fontainha.
“O clube de Leitura é o momento de troca! Não só a troca de experiências de leitura como também a troca de experiências de vida.... É quando aprendemos a conhecer e respeitar o outro!” Aline Guimarães.
“A literatura foi minha companheira a vida inteira, nos livros fui a lugares nunca imaginados, conheci gente que jamais pensaria encontrar, vivi momentos emocionantes, extenuantes, aventura, drama, comédia, ação, reflexão entre muitos outros. Enfim, vivi outras vidas além da minha vida.Participo do Clube de Leitura desde o primeiro encontro, há 3 anos e meio. Vejo como um momento de partilhar meu amor pelos livros, poder falar sobre o que li, colocar minhas impressões, percepções, sentimentos e dividi-los com outras pessoas, aprender com elas, ouvir outras opiniões, outras impressões e vivências, descobrir novas versões sobre a mesma história, novos pontos de vista, por vezes tão diferentes dos meus. É um espaço democrático, em que todos temos razão, ou não... Outro lado bom do clube foi sair fora da caixinha. Nesses anos, lemos autores de diversos países e culturas, estilos de literatura diversos e não apenas aquilo que estávamos habituados ou gostávamos de ler. A proposta inovadora é conhecer e descobrir o quanto é vasto esse mundo da leitura e o quanto ainda temos pra ler e nos reconhecer como cidadãos do mundo das palavras. O clube é parte integrante da minha vida. Quando finalizamos um encontro, já espero ansiosamente pelo próximo. Que venham novos livros, novas histórias, personagens e amigos do clube de leitura!” Cristiane Salgueiro.
“Gosto de ler desde a adolescência. Sou a única da família na minha geração que tem esse hábito, mas nunca fui incentivada a ler. Acho que por isso, sempre incentivei minha filha. Hoje ela ama.O clube nos motiva a entrar em diferentes assuntos. Durante os encontros mensais, mesmo que tenhamos opiniões diferentes, respeitamos uns aos outros. Essa atitude poderia servir de exemplo para muitos frequentadores das mídias sociais.” Regina Galo.
“Participar do clube da leitura é poder trocar experiências, ideias, conhecer novos gêneros de leitura, compartilhar ensinamentos, vivências e amor! A leitura nos faz voar longe e nos possibilita trazer esse voo ao contexto real, ao cotidiano, à vida! Parabéns, o clube é um sucesso!!” Amanda Furtado.
“Participar do clube da leitura permite que o ato de ler não seja solitário. Possibilita a oportunidade de perceber diferentes pontos de vista sobre um mesmo assunto, reforçar nossas impressões ou até mesmo mudá-las. Essa integração vai além da leitura e trocas de impressões sobre a história, pelo menos para mim, a ideia de conhecer outras pessoas, novas amizades, cumplicidades, críticas, respeito, enfim, transborda benefícios afetivos e intelectuais. Mas também, possibilita a chance de termos com quem sempre falar sobre interrogações, angústias e alegrias que a leituras provocam, além disso, posso ter contato com leituras que talvez não realizaria sozinha. Sem mencionar que fortalece o hábito da leitura. Assim, essa vivência e convivência traz infinitos benefícios e enriquecimento pessoal.” Patrícia Silveira Alves.
“Sempre fui fascinada pelos livros. Desde da infância minha leitura foi estimulada por minha mãe, Dalva Mancini.
No clube de leitura encontrei almas afins.Trocar pensamentos, ideias com a leitura de livros instigantes é maravilhoso! Aqui fazemos verdadeiras amizades.” Cinthia Mancini Pereira Canavez.
“Descobri o prazer de ler pela busca por companhia, por ser filha única e ter uma adolescência reservada, busquei algo que me fizesse feliz de forma muito íntima. Meus pais não tinha o hábito da leitura, pela formação educacional muito simples, não sabiam a importância da literatura para a formação do Cidadão. Ainda assim, vendo minha alegria em companhia dos livros, sempre me apoiaram e incentivaram, de forma carinhoso e amorosa. Fazer parte do Clube de Leitura da Livraria Do segundo piso do shopping Américo Silva é como coroar toda essa história de afinidade com os livros. No final de cada encontro o livro selecionado se torna mais vivo e profundo, pois cada impressão expressa pelas colegas de clube me dá oportunidade de achar chaves para diversas portas que não havia percebido no decorrer da leitura, e é o que mais me encanta: saber que no outro, e através dos livros, posso encontrar algo que me falta, e me completa, e me faz melhor. Eu amo viver o Clube de Leitura da Livraria Do segundo piso do shopping Américo Silva!!!!” Ana Paula da Silva Soares.
"Participar do Clube tem sido uma grata experiência...como é lindo poder caminhar para além do ato de ler, debatendo com outras pessoas e compartilhando vivências, sentimentos e opiniões!” Cristiane Fontainha.
"Entrei para o clube com a intenção de fuga dos meus livros técnicos (rs) e encontrei uma família. Daquela que tem suas discussões, pois cada um tem uma opinião diferente. Mas, que no fim todos se abraçam, pois, o amor e o respeito que temos ao outro, à leitura, aos livros supera tudo. A cada livro me torno mais apaixona por esta atmosfera que só o nosso clube proporciona." Camila Guilhen.
“Participar do clube de leitura proporciona aos leitores diversas possibilidades de ver o mundo por vários ângulos. Sobre minha vida como leitora posso afirmar que o clube foi um divisor na minha trajetória de leitura. Sou grata por ter lido livros que jamais leria se não fosse a intervenção do clube na minha vida!” Patrícia Andréia

“Sou apaixonada por livros.
Meu avô foi meu maior incentivador a ter o hábito de ler.
Com o clube do livro eu passei a me interessar e conhecer tipos de leitura diferentes .
Adoro ouvir a opinião das participantes do clube e cada vez que eu participo do nosso encontro saio de lá com mais vontade de ler e conhecer novos autores.” Alessandra Dutra de Lima
"Comecei a ler há 8 anos atrás e desde aquele tempo eu tinha vontade de participar de um clube de leitura. Com minhas leituras acadêmicas e morar em outra cidade não me permitia participar do clube. Desde julho de 2018 eu pude começar a participar desse clube incrível com mulheres incríveis. Fiz leituras das quais não iria fazer se não fosse o clube, algumas leituras excelentes e outras nem tanto. Mas a experiência foi, em todas as reuniões, extremamente positivas." Vitor Prudente Vieira.

Por Zeca Lima

Crédito da Foto: Sabrina Travassos

Publicidade
728x90
4 itens por 199