Com a chegada de 2019 surgem novas metas

Confira o que um psicólogo, um personal trainer e uma nutricionista têm a informar para melhorar o seu ano com as novas metas

País - (Saúde) - Sábado, 05 de Janeiro de 2019.

Com a chegada de 2019 surgem novas metas

É inevitável. O ano velho se vai e chegam os novos tempos com diversos pensamentos e planejamentos que muitas vezes nem conseguimos cumprir. Os planos que colocamos em prática, os que ficaram no meio do caminho e àqueles que nem mesmo tiramos do papel ressoam diante de nossos olhos. Realmente é uma época para organizar a mente, o emocional e o corpo.
O importante é pensar em tudo que realizamos, o que deu certo, e se programar para colocar em prática os outros desejos, sem frustrações, cobranças e tristezas.
O mês de dezembro é um mês que mexe com o emocional das pessoas por conta de dias de férias, o encontro com a família e amigos para celebrar as festas de final de ano e celebrar a chegada de um Ano Novo.
A psicóloga Natália Beatriz Rodrigues nos conta sobre as buscas para melhorar os hábitos com a entrada dos novos tempos:
“É importante fazer uma reflexão sobre o ano que passou. Se afastar de pensamentos e sentimentos ruins, se conectar com você mesmo e descobrir onde pode acertar ou melhorar, listar seus desejos e planos para o próximo ano. Pode ser feita no papel mesmo, uma lista com tudo que você gostaria de mudar ou conquistar no próximo ano. Coloque metas possíveis e busque sempre para realizá-las. Invista no autoconhecimento e na sua autoestima. Invista em você e na sua saúde mental.”
Dra. Natália dá ainda uma dica necessária para não se perder nas metas ao longo do ano:
“Quando estabelecer o seu objetivo, precisa ter consciência do caminho que irá percorrer para atingi-lo. Nada de deixar pra depois. Mantenha o foco no que deseja.”
Além da saúde mental a saúde do corpo é muito buscada nessa virada de ano, principalmente porque como o velho brasileiro sabe, “o ano só começa depois do carnaval”, e com isso diversas pessoas procuram o bem-estar na academia. Querendo entrar em forma ou mantê-la para o novo ano.
Cada pessoa que tenha um objetivo precisa adaptar sua rotina ao que seu corpo precisa. Portanto, a primeira dica para cuidar do corpo é conhecer seu próprio corpo, e nada melhor que fazê-lo com a ajuda de um especialista.
O personal trainer Robson dos Santos Cruz conversou com o Entre-Rios Jornal e tirou diversas dúvidas para conduzir melhor sua saúde corporal, confira:

ERJ: Como funciona, Robson? As pessoas o procuram muitas vezes por uma vida mais saudável?
Robson Cruz: Bom, na maioria das vezes as pessoas procuram a academia, não por saúde ou problema físico, e sim para ajudar na parte estética, seja para ganho de massa magra (hipertrofia) ou perda de peso.
ERJ: Quais são os métodos utilizados para ajudar os novatos a não desistirem?
Robson Cruz: Quando começam a frequentar a academia que dão conta do quanto é importante a atividade física em sua vida, passam a ter mais consciência corporal contribuindo na auto-estima, que ajuda no seu dia-a-dia, nas tarefas domésticas ou no seu próprio bem-estar mental. Ao se iniciar uma atividade física na musculação, temos alguns fatores importantes que contribuem para o processo de fixação do aluno, como explicar e tirar todas as dúvidas que este tenha, valorizar os efeitos benéficos para saúde, bem-estar e a prevenção de doenças associadas ao sedentarismo. Formular uma rotina de treino específico para atender a individualidade do aluno, incentivar sempre mostrando que a evolução vem passo a passo, manter um ambiente agradável entre os demais alunos e estar sempre observando a execução de cada exercício para uma possível correção.
ERJ: O que é recomendado em exercícios ao ar livre?
Robson Cruz: Atividades desenvolvidas em áreas públicas ou ao ar livre devem sempre ter em conta a orientação de um profissional, para ajudar na elaboração e execução dos exercícios a serem realizados. Buscar sempre um horário compatível com a atividade a ser realizada, não exceder o tempo de atividade, se hidratar bem, não consumir alimentos pesados antes dos exercícios, buscar uma área plana para evitar qualquer tipo de lesão, alongar antes das atividades e depois também.
ERJ: Muitas pessoas ignoram os alongamentos. Como eles são fundamentais?
Robson Cruz: O alongamento deve ser aplicado antes e depois de qualquer forma de atividade física. Os alongamentos são exercícios preparatórios que previnem lesões musculares e também ajudam no rendimento da atividade aquecendo a musculatura para um melhor desempenho físico.
ERJ: Quando os exercícios deixam de virar obrigação e viram hábito?
Robson Cruz: Com o passar do tempo, o próprio corpo sente a falta de atividade física regular, isso pode levar um tempo, mais varia de acordo com cada pessoa, vai do tempo que está treinando, da intensidade e frequência que se exercita. Em qualquer desporto, seja ele individual ou coletivo, o nosso organismo sente falta da prática esportiva ou exercícios físicos.
ERJ: Existe algum método que deixa as pessoas mais à vontade na hora de praticar os exercícios?
Robson Cruz: Como profissional sempre recomendo o cliente buscar uma atividade que ele goste de praticar ou que já tenha feito, pois a partir do momento da escolha a pessoa sentirá mais prazer e com isso terá um resultado positivo. O importante é realizar uma ou mais atividades físicas regular, pois ajuda produção de serotonina e nos traz uma sensação de prazer, alegria e relaxamento. Este hormônio atua na regulação do sono, apetite, no ritmo cardíaco e nas funções intelectuais, durante a prática de exercícios físicos, por isso a importância de realizar diariamente.
ERJ: Quais são os cuidados que devem ser tomados na mudança de carga?
Robson Cruz: Umas das coisas mais importantes é sempre ter a orientação do professor, partindo daí um dos princípios básicos do treinamento desporto é a progressão de cargas, ou seja o aumento da carga ou peso. Então, o profissional vai avaliar se já é possível aumentar o peso, se vai executar mais repetições, isso tudo é o profissional que tem que passar para o aluno e acompanhar, vai de acordo com a evolução do cliente, lembrando sempre da individualidade do aluno, pois somos diferentes e teremos resultados iguais ou diferentes. O aumento da carga sem a supervisão do professor pode trazer uma lesão leve ou até mesmo gravíssima, vai depender do grau de aumento, da força exercida no exercício, também pode ocorrer rupturas musculares com o aumento das representações ou execução desnecessária. Por isso buscar a importância de um profissional qualificado para orientar, não é aconselhável aumento do peso ou carga por conta própria ou de um amigo.
ERJ: Qual o aumento aproximadamente de pessoas que o procuram nessa virada de ano?
Robson Cruz: Com a chegada do verão já é de praxe ou aumento nas academias, é o famoso malhador de carnaval, pois quem não quer estar em forma para se exibir no carnaval? Por causa de algumas pessoas que só estão querendo ter resultado até o carnaval as academias ficam lotadas, têm uma aumento de quase 40% nos meses de janeiro e fevereiro, depois vai caindo aos poucos. Muitos vão também por causa da comilança de final de ano, querendo perder os “quilinhos” das festividades.
ERJ: Que dica daria para quem está pensando em começar ou voltar a fazer atividade física?
Robson Cruz: Antes de começar alguma atividade física, busque informações das academias, se tem profissionais com o CREF (Conselho Regional de Educação Física), quantidade de professores por horário, tipo de aparelhos com bom funcionamento, quantidade de alunos por hora e qual o tipo de atividade que proporciona. Seguindo essas informações certamente terá um resultado mais positivo.

Outro profissional que é muito buscado nessa data é o Nutricionista. As pessoas neste caso buscam mudar hábitos alimentares que prejudicam a saúde, principalmente a perda de peso como mencionamos acima.
Para falar sobre o assunto, o Entre-Rios Jornal conversou com a nutricionista Ana Izze Lameira Costa. Confira as dicas para uma melhora na busca pelo saudável:
ERJ: Qual melhor método para iniciar uma boa dieta?
Ana Izze: Primeiro iniciar uma avaliação nutricional pra entender o seu estilo de vida e a alimentação que encaixa nesse padrão.
ERJ: Como fugir das dietas mirabolantes que surgem na internet e como elas podem ser prejudiciais?
Ana Izze: Muitas pessoas querem adaptar-se à dieta, e têm impaciência quanto aos resultados. A ansiedade e a falta de controle sobre si acabam fazendo as pessoas escolherem uma alternativa rápida prometendo milagres sem mensurar os danos ao organismo. Elas prejudicam muito porque cada metabolismo trabalha de uma forma e nem sempre o que é bom para o outro é bom para nós.
ERJ: Remédio para emagrecer funciona?
Ana Izze: Sim, funciona. Assim como suplementos auxiliam no ganho de massa e dietas loucas fazem perder peso. A pergunta deveria ser, é seguro? Porque a maioria das pessoas não pensam nas consequências geradas pelo medicamento.
ERJ: Como funciona a reeducação alimentar?
Ana Izze: Em palavras simples é a aprendizagem "do zero", de como se alimentar corretamente, o que seu prato deve conter, como perceber a fome e a vontade de comer e ter controle sobre o que se come.
ERJ: Gasta-se muito para fazer uma dieta de forma regrada?
Ana Izze: Depende dos seus objetivos, a maioria dos profissionais tentam adaptar à realidade do paciente. A dieta vai depender das necessidades do paciente, elas só encarecem se o paciente consome produtos caros ou tem essa necessidade.
ERJ: Dieta aliada a exercícios físicos é necessária para quem busca perder peso?
Ana Izze: Sim. A dieta por si só funciona na perda, mas o exercício físico melhora no gasto calórico e também ajuda na manutenção do peso, sem contar na melhora do condicionamento físico.
ERJ: Qual a melhor maneira de não desistir da dieta?
Ana Izze: Traçar metas a curto e a longo prazo é uma estratégia, varia muito de pessoa para pessoa, manter uma flexibilidade no cardápio para impedir a sensação de escravidão no novo plano alimentar também é uma alternativa.
ERJ: Qual a melhor forma de não ficar desanimado após começar uma dieta?
Ana Izze: Acredito que aquilo que motivou o iniciar de uma mudança de hábitos deva ser o objetivo a cada escolha que se faz. Não é uma coisa fácil mudar a si mesmo ou sair de uma rotina de hábitos de longos períodos. Muitas pessoas precisam de acompanhamento psicológico, pois a alimentação está relacionada a vários momentos, gatilhos emocionais e situações que às vezes não são aparentes para o próprio indivíduo. A melhor forma é fortalecer seu desempenho e não abrir mão de seguir o novo plano alimentar, mesmo quando ocorrer deslizes e "escapadinhas da dieta".

Para finalizar não se esqueça da dica que os três profissionais deram sobre o planejamento e visão a longo prazo. Fazer listinhas condicionadas ao desejos no fim do ano é muito comum, mas, na maioria dos casos, grande parte deles ficam só no papel. Muitas vezes isso acontece porque você quis colocar tudo em uma só lista. Comece com aquilo que é prioridade na sua vida. O que realmente precisa ser feito? Qual mudança tem que acontecer na sua vida? Com isso certamente você terá um norte. Boa sorte!

Por Zeca Lima

Crédito da Foto: Reprodução

Publicidade
4 itens por 199
3 Tenis 189