Comércio de livros cai 23,1% após fechamento de lojas, aponta IBGE

Mesmo com a queda no comércio, o índice de leitura teve uma ligeira melhora em 2018, segundo a pesquisa Retratos da Leitura

País - (Cotidiano) - Quinta, 20 de Dezembro de 2018.

Comércio de livros cai 23,1% após fechamento de lojas, aponta IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, no fim da semana passada, os dados da sua Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) referente a outubro. No geral, o varejo apresentou queda de 0,4% em comparação com setembro e de crescimento de 1,9% em relação a outubro de 2017. No acumulado do ano, o crescimento é de 2,2%, o que faz o órgão falar em uma “lenta recuperação” do setor.
Olhando especificamente para o segmento de Livros, Jornais, Revistas e Papelarias, a história é outra. Na passagem de setembro para outubro, o segmento perdeu 7,4% e, na comparação com outubro de 2017, a queda é de 23,1%.
O IBGE observa que o segmento tem mostrado taxas negativas seguidas desde agosto de 2017, sendo que o resultado de outubro é o mais acentuado dessa sequência. Isso graças ao fechamento de lojas. No período analisado, a Saraiva fechou 19 lojas e a FNAC deixou de operar no Brasil. Vale ressaltar que a pesquisa não separa o livro dos outros itens que compõem essa categoria.
Mesmo com a queda no comércio, o índice de leitura teve uma ligeira melhora em 2018, segundo a pesquisa Retratos da Leitura: em 2011, apenas 50% da população se considerava leitora. Hoje, o número subiu para 56%. O estudo também apontou que 30% dos brasileiros nunca compraram um livro. A média de leitura do país ficou em 4,96 livros ao ano.
Para mais informações o site dos Retratos da Leitura e esse abaixo:
www.burnbook.com.br/noticias/44-da-populacao-brasileira-nao-le-e-30-nunca-comprou-um-livro-aponta-pesquisa-retratos-da-leitura

Por Zeca Lima

Crédito da Foto: Reprodução

Publicidade
1200x628jpg
B03 - 300x250