Comissão de frente do Bambas do Ritmo está guardada a sete chaves e promete surpreender

Três Rios - (Entretenimento) - Sexta, 01 de Março de 2019.

 Comissão de frente do Bambas do Ritmo está guardada a sete chaves e promete surpreender

Encerrando a série especial referente as quatro agremiações que vão desfilar no Grupo A do Carnaval trirriense, quem fecha este ciclo é a vermelho e branco do bairro Cantagalo, que começou sua trajetória no mundo do samba como bloco em 13 de janeiro de 1964.

Elevada a escola em 1972, mudou suas cores de azul e rosa para vermelho e branco por sugestão do então presidente Elail de Lima, em homenagem ao América FC. Ao se tornar escola, uma comitiva do Salgueiro veio até Três Rios, na sede do Bambas do Ritmo, no bairro Cantagalo e batizou a agremiação.

O primeiro título veio em 1974 com enredo “Saravá meus Batuqueiros”. Com 15 campeonatos o último foi conquistado em 2017 quando os bambinos comemoraram o tri com o enredo “Vem Brincar”.

Para 2019 o Bambas vem com três setores para avenida tendo o primeiro dois momentos. Segundo o presidente, Gustavo Carvalho, o público vai ver as raízes do pecado atreladas à religiosidade cristã, e também, como o pecado foi inserido na vivência humana durante a Idade Média e em seguida todos vão embarcar em uma viagem que vai revelar o que é o pecado através da obra literária “Divina Comédia”, escrita por Dante Alighieri.

No segundo setor a escola vai falar da busca pela redenção dos pecadores que vão para o purgatório, espaço espiritual que fica entre o céu e o inferno e quem pecou recebe sua sentença.
Já o terceiro e último setor, para quem for assistir a escola, última a desfilar pela passarela do samba com previsão de entrar na avenida a 1h20, vão ser apresentadas as virtudes, que se opõem aos sete pecados capitais e são formas de praticar o amor verdadeiro.

“O Bambas está preparando um desfile de muito esmero para honrar os seus 55 anos de história completados neste ano de 2019. Estamos trabalhando para dar aos nossos torcedores e a toda população trirriense um carnaval com grande valor histórico, cultural e com toda a beleza que se espera de um desfile de escola de samba”, ressaltou o presidente.

Com 15 pessoas trabalhando no barracão, que funciona em um dos galpões da antiga Cia Industrial Santa Matilde, os fazeres estão a todo vapor e se tudo correr dentro do planejado, hoje (1º) o processo se encerra, ficando apenas pequenas finalizações que são dadas até momentos antes do desfile.

Para que tudo fique pronto e a agremiação passe bem na Avenida Condessa do Rio Novo, no centro de Três Rios, o barracão funciona em turnos variados, e nesta reta final os funcionários estão se revezando para manter a produtividade necessária e finalizar três carros.

Com “É Pecado?”, do pesquisador Diego Araújo e desenvolvido pelo carnavalesco Gilber Rosa, os 580 componentes, com 14 alas, vão colaborar para que essa história seja contada. A bateria de mestre Matheus Goulart vem fantasiada de um dos sete pecados capitais e a rainha Jô Saldanha não teve sua fantasia revelada.

Quanto à comissão de frente, esta está sendo guardada a sete chaves. “Aguardem a surpresa, temos certeza que será um momento lindo.É a nossa maior surpresa, só revelaremos no momento do desfile”, essas foram as informações passadas pela diretoria, que não disse nem o nome do coreógrafo.

Com as fantasias sendo entregues, ainda há vagas para participar do desfile do Bambas do Ritmo e as pessoas devem procurar pelo diretor de harmonia Fabiano Pacheco, o carnavalesco Gilber, o vice-presidente Erick Kopke, o presidente Gustavo ou pela diretora de Carnaval Rogéria Bastos, ou ainda pelo telefone (024) 98812-1300.

“Queremos agradecer a todos os amigos e colaboradores que não mediram esforços para transformar mais um projeto de Carnaval em realidade. Ao Entre-Rios Jornal pelo espaço para a divulgação do trabalho realizado pelo Bambas e as suas coirmãs.Agradecer a todos os integrantes da escola, sejam dos departamentos que atuam na quadra ou os funcionários do barracão. Aos bambinos que vão desfilar conosco ou nas arquibancadas, o nosso muito obrigado. Para quem for ficar nas arquibancadas, pedimos que levem enfeites nas cores da escola (bandeiras, balões...) para participar conosco, quem está na torcida também tem papel fundamental para transformar o desfile em um grande sucesso”, falou o presidente, Gustavo.



Entre-Rios Jornal

O Entre- Rios Jornal deseja boa sorte a todas as agremiações e um ótimo desfile a cada uma delas. Agrademos a atenção dos representantes do Sonhos de Mixyricka, Mocidade Independente de Vila Isabel, Bom das Bocas e Bambas do Ritmo, por terem dedicado um pouquinho do tempo precioso, nesta semana que antecede o desfile para nos conceder essas entrevistas.

Na edição de amanhã (2) vamos divulgar uma matéria especial com a ficha técnica das quatro agremiações.

Por Aline Carius

Crédito da Foto: Divulgação Bambas do Ritmo

Publicidade
728x90
3 Tenis 189