Maio Amarelo visa chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito e

De janeiro a maio o Corpo Bombeiros de Três Rios soma 54 socorros relacionados a acidente de trânsito

País - (Cotidiano) - Sábado, 18 de Maio de 2019.

Maio Amarelo visa chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito e

Segundo dados de relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgado em dezembro de 2018, cerca de 1,35 milhão de pessoas morrem no mundo todos os anos em acidentes de trânsito.
Ainda de acordo com o relatório da OMS, os acidentes de trânsito são atualmente a principal causa de morte entre crianças e jovens com idades entre 5 e 29 anos e os pedestres e ciclistas são responsáveis por 26% de todas as mortes no trânsito, enquanto os motociclistas e passageiros por 28%.

O Brasil é o quinto trânsito mais violento do mundo e 60% dos leitos nos hospitais públicos são ocupados por acidentados de trânsito que resultam em custos de R$ 52 bilhões anuais.
A cada 15 minutos uma pessoa morre decorrente a acidente no trânsito e uma é sequelada a cada minuto, ou seja, 400 mil pessoas ficam algum tipo de sequela. Em 2016, último ano com dados disponíveis no Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúdeforam registradas 37.345 mortes de trânsito no Brasil.

A ONU decretou, em 11 de maio de 2011, que esta seria a “Década da redução dos acidentes de trânsito e a meta era de que os países chegassem a 11 mortes no trânsito a cada 100 mil habitantes. Há um ano de terminar o período de cumprimento da meta, que encerra em 2020, o Brasil está com 21 mortes a cada 100 mil habitantes.

Para conscientizar motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres foi criado o Movimento Maio Amarelo, que visa chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito em todo o mundo.Vale destacar que a cor amarela foi escolhida porque simboliza atenção e também a sinalização e advertência no trânsito.

Em sua sexta edição, o Maio Amarelo traz em 2019 o tema “No Trânsito, o Sentido é a Vida”. De acordo com o movimento o trânsito é feito de sentidos e para utilizá-los, é preciso entender todos eles, como por exemplo: uma seta no carro da frente indica para onde ele vai virar.

A intenção do Maio Amarelo é mobilizar toda a sociedade, envolvendo órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada, para que sejam feitas ações que levam o conhecimento as pessoas para que elas se conscientizem quanto os cuidados e atenção que devem ter no trânsito.

Algumas cidades da região, entre elas Três Rios, Sapucaia, Paty do Alferes e Miguel Pereira, estão realizando ações voltados para o Maio Amarelo. De acordo com dados do Detran-RJ, no ano passado, das 28.053 vítimas de acidentes de trânsito no estado do Rio de Janeiro, houve 1.925 mortos e 26.128 feridos.


Três Rios

No município de Três Rios, a Prefeitura Municipal e o Corpo de Bombeiros iam promover na tarde de ontem (17) uma ação na Praça São Sebastião para chamar a atenção da população para o alto índice de mortes e feridos por acidentes no trânsito. A ação aconteceria na Praça São Sebastião, às 15h.
Devido a chuva a ação foi adiada e em breve a nova data e o horário serão divulgados. O tema também está sendo trabalhando nas salas de aula dos colégios municipais da cidade.

Sapucaia

Nenhum evento específico vai ser feito, mas a Prefeitura Municipal está realizando divulgação institucional no site e nas mídias digitais para chamar atenção sobre o assunto.

Paty do Alferes

A Prefeitura de Paty aderiu à campanha nas redes sociais oficiais do município, a população tem sido alertada sobre a importante escolha que o cidadão precisa tomar, de respeitar e agir de acordo com as leis de trânsito.

A Secretaria de ordem Pública, responsável também pelo trânsito na cidade, programa uma ação educativa no segundo distrito de Avelar nos dias 25 e 26, com distribuição de panfletos e atuação da Guarda Municipal no local.

O secretário Denilson Monsores falou da importância da Campanha: “Nossa cidade é pequena, mas temos muitos registros de acidentes de imprudência de motoqueiros e de alta velocidade de carros, pois a RJ 125 corta quase toda nossa cidade. As campanhas educativas são de extrema importância para lembrarmos a todos que precisamos juntos respeitar a nossa vida e a do próximo, também no trânsito”, destaca.


Miguel Pereira

Estão previstas ações de conscientização sobre pilotagem segura, direção defensiva, blitz, seminários, conferências e palestras. Tudo com foco na prevenção dos acidentes de trânsito na cidade.

A intenção também da prefeitura é colocar em pauta na mídia e redes sociais do município, para engajar efetivamente a população em ações efetivamente de combate à violência no trânsito, além de produzir e divulgar conteúdos e conhecimentos abordando toda a amplitude que o tema exige.

“É uma campanha ampla de conscientização que se faz durante todo o mês de maio, conhecido como Maio Amarelo, no qual a Prefeitura Municipal promove investimentos importantes e uma série de atividades para divulgar as leis e pedir à população que respeite os sinais de trânsito”, disse André Português.

Segundo dados do 1/15 Destacamento do Corpo de Bombeiros de Três Rios, que também atende as cidades de Paraíba do Sul, Comendador Levy Gasparian, Areal e Sapucaia, de janeiro a 15 de maio de 2019, foram registrados 54 acidentes, entre eles estão colisões de caminhão x caminhão, ônibus x moto, carro x bicicleta, moto x moto e carro x moto.

Em 2018 foram contabilizados 138 socorros feitos pelo 1/15 Destacamento do Corpo de Bombeiros de Três Rios relacionados a acidente ocorridos nas cidades citadas acima.

“O Maio Amarelo é importantíssimo para orientar a população quanto aos riscos no trânsito, o número de acidentes ainda é muito elevado e os dados para a sociedade são grandes. O Corpo de Bombeiros tem se aprimorado cada vez mais nas técnicas de salvamento de pessoas no trânsito é o evento que mais tem saída no nosso quartel. Hoje o Corpo de Bombeiros atende muita mais chamadas de acidentes do que de incêndio e para mudar isso é preciso que as pessoas cumpram as regras de trânsito. A maioria das vezes os acidentes que vamos prestar socorro acontece por imprudência como ultrapassagem irregular, excesso de velocidade e até mesmo pessoas conduzindo veículos sem ser habilitado”, ressaltou o comandante do Corpo de Bombeiros de Três Rios CapitãoVillela.


Dados de 2018 do 1/15 Destacamento do Corpo de Bombeiros de Três Rios

Colisão de veículos auto x ônibus - 3
Colisão de veículos ônibus x bicicleta - 1
Colisão de veículos ônibus x caminhão - 2
Colisão de veículos auto x caminhão - 4
Colisão de veículos auto x muro - 3
Colisão de veículos moto x bicicleta -1
Colisão de veículos auto x bicicleta - 4
Colisão de veículos auto x moto - 62
Colisão de veículos ônibus x moto - 4
Colisão de veículos outros x outros -6
Colisão de veículos auto x van -1
Colisão de veículos caminhão x bicicleta - 1
Colisão de veículos moto x moto - 7
Colisão de veículos auto x outros -7
Colisão de veículos caminhão x moto - 2
Colisão de veículos moto x poste - 1
Colisão de veículos auto x auto - 23
Colisão de veículos auto x poste - 4
Colisão de veículos BRT x muro -1
Colisão de veículos moto x outros -1
Total: 138

Dados de janeiro a maio de 2019 do 1/15 Destacamento do Corpo de Bombeiros de Três Rios

Colisão de veículos auto x ônibus -1
Colisão de veículos caminhão x caminhão -1
Colisão de veículos auto x outros - 2
Colisão de veículos ônibus x moto - 2
Colisão de veículos outros x outros -1
Colisão de veículos auto x auto - 6
Colisão de veículos moto x outros – 2
Colisão de veículos moto x moto - 6
Colisão de veículos auto x bicicleta - 2
Colisão de veículos auto x moto - 26
Colisão de veículos caminhão x outros - 1
Colisão de veículos auto x caminhão - 2
Colisão de veículos auto x muro -1
Colisão de veículos moto x bicicleta -1
Total: 54



Confira algumas dicas para não sofrer acidente no trânsito

Alerta ao volante

Durante uma viagem longa, o cansaço e o tédio podem transformar o trajeto em um momento ótimo para a sonolência e as piscadelas ao mudar de faixa ou até mesmo em permanecer podem causar acidentes.

Um levantamento feito pela plataforma francesa de caronas BlaBlaCar afirma que 84% dos motoristas tendem a ficar mais alerta no volante quando estão com outra pessoa. Dar uma carona, música alta, café ou até parar no acostamento e tirar uma soneca para despertar é válido para uma direção segura.

Cinto de segurança

O uso do cinto de segurança tornou-se obrigatório no Brasil em 1997, desde então dirigir sem o cinto de segurança é uma infração grave que garante a perda de 5 pontos na carteira CNH.
Em caso de colisão consegue impedir o choque dos motoristas ao para-choque, ao volante ou até mesmo que sejam projetados para fora do carro, no assento traseiro é importante o uso também, uma vez que em uma batida, o peso do passageiro irá multiplicar em até 15 vezes, chocando o condutor no para-choque ou arremessando para fora do carro.

Manutenção preventiva

A revisão preventiva do automóvel está ligada a uma série de causas além de acidentes. A falta de manutenção preventiva pode aumentar o consumo de combustível em até 30%. Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Detran) é necessário realizar a revisão a cada seis meses para evitar gastos extras e manter uma direção segura.

Direção segura

Embora pareça algo óbvio de estar atento, a falta de atenção e imprudência na sinalização são os maiores fatores que causam acidentes nas rodovias. De acordo com a Atlas da Acidentalidade no Transporte Brasileiro - centro de pesquisa desenvolvido pela Volvo para analisar o quadro de segurança no transporte - em 2018, 40% dos acidentes nas estradas foram causados pela desatenção à sinalização. Segundo o estudo produzido pela BlaBlaCar em 2015, 75% dos condutores declaram uma direção mais segura quando estão com um passageiro no carro, logo, estar atento às placas, velocidade máxima, ultrapassagem proibida e até mesmo animais nas estradas podem prevenir colisões.

Fonte: Comunique-se
 

Por Aline Carius

Publicidade
728x90
3 Tenis 189