Mais garantias na venda com maquininha de cartão

Projeto prevê que banco pagará comerciantes em caso de falência da operadora: mais de 30 marcas operam no mercado, segundo o BC

País - (Economia) - Quinta, 12 de Dezembro de 2019.

Mais garantias na  venda com maquininha de cartão

Aprovado na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara nesta terça-feira (11), parecer do deputado Vinícius Farah (PMDB-RJ) favorável ao projeto 4.729/19, de autoria do deputado Sergio Souza (MDB-PR), que trata de garantias para quem aluga maquininhas de cartão no Brasil, hoje estimadas em 4 milhões de unidades.
Segundo o Banco Central, até cinco anos atrás só havia duas marcas operando no Brasil. Hoje, passam de 30. A concorrência levou à queda das taxas de juros (extorsivas) cobradas no passado e possibilitou uma larga oferta de planos ao pequeno comerciante e até mesmo vendedores informais.
Entretanto, a farta oferta de opções, incluindo Fintechs desconhecidas, passou a deixar os clientes deste milionário segmento inseguros. E se a operadora da maquininha falir, o que acontece com o crédito que tenho a receber?
O projeto 4.729-19 visa a dar garantias a este público: ele estabelece que, caso aconteça algum problema, o banco que participa do arranjo financeiro é quem garantirá o pagamento do crédito ao usuário final, e esse dinheiro estará livre de arrestos de qualquer natureza.
Relator do projeto, Vinicius Farah acredita que já passou da hora de a legislação prover garantias neste segmento. “Cada dia mais o dinheiro de plástico ganha espaço. Na China, morador de rua tem QR Code para receber esmola. Novos tempos demandam novas garantias”.

Por Redação

Crédito da Foto: Divulgação

Publicidade
728x90
3 Tenis 189