Miguel Pereira implanta Projeto de Cinoterapia com Cães da GM e Apae

O prefeito André Português vem inovando em técnicas para abordagem terapêutica na saúde municipal

Miguel Pereira - (Cotidiano) - Sexta, 26 de Abril de 2019.

 Miguel Pereira implanta Projeto de Cinoterapia com Cães da GM e Apae

A técnica de Cinoterapia utiliza cães como co-terapeutas durante os atendimentos, acompanhados por uma equipe multidisciplinar das áreas da saúde e educação, possuindo uma prática educacional e social. Através do contato com o cão, reforça, estimula e facilita a reabilitação e reeducação global de pessoas com necessidades especiais.
O cão, assim como outros animais de estimação, ajuda a incorporar várias das atividades humanas da saúde física e emocional ao aprendizado intelectual e motor. A Cinoterapia atua de modo auxiliar e multidisciplinar, causando ao praticante uma melhora no aspecto social ao meio em que vive, trabalhando o seu desenvolvimento integral.
O primeiro local visitado e que receberá o cronograma semanal do novo projeto, feito pelo Grupamento de Cães da Guarda Municipal e pela Secretaria Municipal de Segurança e Defesa Civil, de forma voluntária, será a Apae, que receberá a cinoterapia.
A abordagem da cinoterapia tem como diferencial o uso de cães como co-terapeutas em tratamentos físicos, psíquicos e emocionais com pessoas com necessidades especiais.
A grande vantagem da cinoterapia é o tipo de estímulo dado ao paciente. Com os cães, é possível fazer com que as crianças e os idosos realizem os movimentos que haviam sido perdidos ou trabalhar situações emocionais e afetivas.
O tratamento tem muitos aspectos de benefício aos pacientes, que comprovadamente têm uma considerável melhora na qualidade de vida, pois o estímulo social é trabalhado de forma eficaz, melhorando também o estímulo moral e táctil e a promoção do bem-estar físico.
O método objetiva ajudar os pacientes a realizarem atividades lúdicas que estimulam o equilíbrio, a fala, a expressão de sentimentos, a imaginação e o autoconhecimento, utilizando o cão como um mediador de todo o processo.
Os cães co-terapeutas devem seguir padrões internacionais estipulados por profissionais de saúde, o que ocorre com os cães do grupamento. São cães saudáveis, altamente treinados, que obedecem aos comandos e trabalham em prol da sociedade.
A ação teve início na manhã do dia 17/4 e permanecerá à disposição da unidade, sem nenhum custo. Os cães também visitarão o Hospital Municipal Luiz Gonzaga e as demais unidades de saúde e atenção básica que forem necessárias para inclusão do projeto. "Estamos sempre buscando técnicas e melhorias para que toda a população tenha condições de ter uma saúde de qualidade, tecnologia e inovação. Técnicas terapêuticas possuem resultados comprovados e vamos trabalhar também em outros locais com a cinoterapia, promovendo ainda mais o bem-estar de nossos munícipes", disse o prefeito.

Por Redação

Crédito da Foto: Divulgação PMMP

Publicidade
4 itens por 199
4 itens por 199