Miguel Pereira terá Maria Fumaça como um dos programas turísticos da cidade

Prefeito, governador e presidente da Fecomércio garantem Projeto Turístico no município

Miguel Pereira - (Entretenimento) - Terça, 25 de Junho de 2019.

Miguel Pereira terá Maria Fumaça como um dos programas turísticos da cidade

O prefeito André Português se reuniu no Palácio Guanabara com o governador Wilson Witzel e o presidente da Fecomércio, Antônio Florêncio de Queiroz, para apresentar o Projeto Turístico da Maria Fumaça. O município busca apoio para que governo e Fecomércio participem do projeto.
A ansiedade de quem quer reviver a era dos trilhos está com os dias contados. Miguel Pereira terá de volta sua Maria Fumaça! Na primeira fase de implantação do projeto, o trajeto será de Miguel Pereira a Governador Portela, com 5 vagões de passageiros, sendo um temático.
O Projeto da Maria Fumaça vem reavivar a história de colonização e expansão econômica da região quando o trem chegou em março de 1898.
Hoje o trem não transportará o café, que abasteceu o mundo e nem o minério que era exportado passando por Miguel Pereira, mas esse projeto visa promover diversos setores econômicos da cidade, como o comércio e a hotelaria, que se dividiram entre o desejo, a esperança, a dúvida e a descrença desde 1995, quando o trem turístico deixou de circular.
De acordo com o presidente do CEMP – Centro Empresarial de Miguel Pereira, Felipe Fraga, o retorno do trem é fundamental para o projeto turístico de Miguel Pereira. Ele trará emprego e renda para moradores, comerciantes, hoteleiros e donos de restaurantes, não só de Miguel Pereira como de toda a região e acabará também com a favelização do leito da ferrovia imposta pelo abandono.
A previsão é de que o 1º Trem Turístico do estado do Rio de Janeiro entre em operação ainda esse ano no aniversário do município em 25 de outubro. A parceria entre a Prefeitura de Miguel Pereira e a Fecomércio, dona da locomotiva que fará o percurso, foi firmada no gabinete do governador Wilson Witzel entre o prefeito André Português e o presidente da Fecomércio do Rio de Janeiro, Antônio Florêncio de Queiroz.
Na primeira etapa do projeto o Trem Turístico cortará toda a cidade e reviverá os áureos tempos onde 75% do café consumido no mundo era exportado via Miguel Pereira. O tempo de deslocamento do passeio será em torno de uma hora com vagão restaurante, um vagão específico para eventos e outro com acessibilidade para pessoas com deficiência.
O Trem Turístico será temático, com a equipe usando roupas de época, e no primeiro momento funcionará nos fins de semana e feriados, com três horários no sábado e um deles será noturno, revivendo as viagens durante a madrugada. No percurso o turista poderá aprender muito sobre a colonização da região e a cultura local.
O caminho inteiro com a Maria Fumaça será animado e divertido. Em cada vagão terá um funcionário que age como guia alertando das paisagens e dando todas as informações necessárias para deixar o passeio melhor ainda. Acontecerão diversas apresentações como teatro, contador de histórias, músicos e diversos outros artistas, sempre ligados à história do Vale do Café, seus barões, sua expansão e declínio na proclamação da República e abolição da escravidão.
Será uma forma diferente de estudar a história da região. A ideia é que o passageiro mergulhe na história em um trem que esbanja a cultura do Vale do Café com muito canto, muita dança e muita encenação teatral.
“Foram muitas reuniões, contatos e viagens em busca de uma Maria Fumaça para o nosso município. Andamos muito e agora conseguimos graças à parceria com o Fecomércio/Sesc, que está disponibilizando uma das 6 unidades da Maria Fumaça e vagões que eles possuem parados e que agora colocarão em um projeto de desenvolvimento econômico do estado, que vai gerar emprego, renda, turismo e preservar a cultura e a história da estrada de ferro na região.
O governador Wilson Witzel foi positivo e garantiu que vem inaugurar nossa Maria Fumaça. Nunca aceitei o projeto de revitalização da ferrovia com uma litorina, nossa história sempre foi com a Maria Fumaça. Desde que assumi, busquei uma Maria Fumaça para atender a história e a tradição de Miguel Pereira”, concluiu o prefeito.
A gestão será feita através de uma Parceria Público Privada, licitada pela prefeitura. A empresa ganhadora será a responsável pela colocação do 3º trilho para a Maria Fumaça, que é bitola e estreita. Segundo o prefeito André Português, após o lançamento do projeto da Maria Fumaça no Palácio Guanabara como o governador Wilson Witzel, a prefeitura recebeu várias consultas sobre o edital de empresas com interesse em participar.

Conheça a história

1882 - A Estrada de Ferro Melhoramentos do Brasil foi fundada pelos engenheiros André Gustavo Paulo de Frontin, Francisco Bicalho e Conrado Niemeyer, entre outros engenheiros e membros do Governo Provincial.
O ramal ferroviário surgiu após contratos assinados no Rio de Janeiro, em 15 de março de 1882, entre o Governo da Província Fluminense e a direção da Estrada de Ferro Melhoramentos do Brasil, graças a uma determinação direta do Imperador D. Pedro II.
1898 - Em março de 1898, o trem chega a Barreiros, hoje Miguel Pereira. Em seguida Portela se torna o maior entroncamento ferroviário dessa região.
1986 - A velha e admirada Maria Fumaça circulou pela malha ferroviária de Miguel Pereira como Trem Turístico do ano de 1986 até ser aposentada em face de problemas conjunturais e econômicos alegados pela direção da Rede Ferroviária Federal S.A.
1993 a 1995 - Por sua vez, entre 1993 e 1995, a empresa Montemar Turismo, após investir milhares de dólares na reforma de vagões e trilhos, fez circular entre Conrado e Miguel Pereira o chamado Trem Azul, promovendo viagens que, semanalmente, atraíam para nossa terra centenas de turistas e levas de saudosos ex-ferroviários.
Assessoria PMMP

Por Redação

Crédito da Foto: Divulgação PMMP

Publicidade
4 itens por 199
4 itens por 199