Moradores de Paraíba do Sul estão preocupados com o estado da “Ponte Nova”

Avalição do DER já foi solicitada

Paraíba do Sul - (Cotidiano) - Quarta, 01 de Maio de 2019.

Moradores de Paraíba do Sul estão preocupados com o estado da “Ponte Nova”

Os moradores de Paraíba do Sul estão preocupados com o estado da ponte Engenheiro Sergio Franklin Quintela, mais conhecida como “Ponte Nova”, que liga o centro de Paraíba do Sul a Salutaris e a vários outros bairros como Jatobá, Bela Vista, Santo Antônio, Caminho de Dentro, entre outras localidades.
Uma fenda chama a atenção de quem passa pela ponte de carro, moto e caminhão e também de quem circula a pé, já que a passagem destina aos pedestres apresenta deterioração e a mureta de proteção está com o nível desregular, causando a impressão de um lado possa estar afundando.
Na fenda que se abriu é possível ver as ferragens da ponte e em alguns pontos há rachaduras. Para tentar chamar a atenção das autoridades e solucionar o problema, um post foi feito em uma rede social e logo ganhou repercussão. Mais de 500 pessoas compartilharam a postagem e inúmeros comentários foram feitos cobrando uma vistoria.
“Já foi solicitado avaliação do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem(DER/RJ) para verificar juntamente com técnicos da Secretaria de Obras a situação da Ponte Nova. Fiz contato pessoal com aSecretaria de Governo do estado e na quinta-feira (2) o DER vai estar na cidade para fazer o estudo em conjunto”, disse o prefeito, doutor Alessandro.
De acordo com Secretário de Obras de Paraíba do Sul, Samuel Broilo, a ponte está sendo monitorada e a situação da mesma está estável desde a primeira vistoria feita em 2017,e que não há motivo para preocupações e que o buraco é pequeno e próximo à junta de dilatação.
Inaugurada em 22 de dezembro de 2006, a “Ponte Nova” começou ser construída no fim do mês de abril do mesmo ano, com o propósito de desafogar o trânsito da antiga ponte, além de protegê-la, devido ao grande fluxo de caminhões pesados que poderia vir a colocar em risco a sua estrutura.
A “Ponte Nova”, que permite o tráfego nos dois sentidos, tem 80 metros de comprimento, 12 metros de largura e custou R$ 2,8 milhões aos cofres do governo estadual.

Por Aline Carius

Publicidade
728x90
160X600jpg