Nova tecnologia deixa indústrias da moda mais competitivas

Equipamentos presentes nas principais confecções do mundo, como a China, estão disponíveis para acesso de empresários brasileiros

Estado do Rio - (Economia) - Quinta, 20 de Junho de 2019.

Nova tecnologia deixa indústrias da moda mais competitivas

Aumento de produtividade, redução de prazos e custos, padronização de peças e ganho de competitividade são alguns dos benefícios entregues pelas novas ferramentas de alta tecnologia utilizadas pelas principais empresas produtoras de moda do mundo. Esta realidade agora pode ser vista no interior do Rio de Janeiro, onde foi lançada a Costura Inteligente.

Os equipamentos já utilizados nas grandes confecções da China, Índia e Taiwan, por exemplo, agora estão disponíveis ao acesso de empresários de moda brasileiros. A iniciativa foi lançada pela Costure Melhor Kappaun’s em Petrópolis, local de um dos principais polos de modas do Brasil. A ação teve parceria da Zoje do Brasil.

A tecnologia de ponta vem da província de Zhejiang, na China, onde há enorme concentração de institutos e universidades que pesquisam e desenvolvem a Indústria 4.0 para no mercado de confecções.

A Costura Inteligente reflete o conceito do que os confeccionistas chamam de Indústria 4.0, um sistema moderno de produção que gera redução de custos e eficiência na produção. Essa novidade pode significar um novo fôlego nas confecções e na indústria de moda como um todo, garantindo a redução nos custos de produção e uma saída para que os empresários consigam vencer a crise econômica nacional e voltar a competir com os produtos internacionais de baixo custo”, explicou o consultor Jorge Kappaun, que viajou até a China para conhecer os equipamentos e trazê-los para o interior do Rio de Janeiro.

Segundo o consultor, a adesão a nova tecnologia pode garantir em curto e médio prazo a retomada do desenvolvimento e a geração de empregos. “Fiquei surpreso com a revolução na maneira de costurar utilizando processos mais simples, através da padronização dentro das confecções, e que já é realidade nos principais polos industriais do mundo. Escolhemos Petrópolis para a primeira apresentação para que os empresários locais possam entender e se adequar rapidamente com a implantação deste novo processo”, destacou Kappaun.

O início da automatização da produção local deverá servir como referência para o mercado têxtil de todo o país, pois deve proporcionar uma força maior ao polo regional, contribuindo com o desenvolvimento e a manutenção de empregos. “Ao automatizar várias opções de corte e costura, todo o processo com esse o maquinário asiático será mais fácil, om certeza, gerando benefícios para todos os lados. O trabalho é feito com mais precisão e sua padronização traz uma novidade que nos colocará em uma situação privilegiada no mercado”, acredita o presidente do Sindicato de Confecção de Petrópolis, Addison Menezes.

Os equipamentos estão disponíveis para a simulação dos empresários. Os interessados podem marcar visitas pelo telefone (24) 2242-4692 ou diretamente na sede da Costure Melhor Kappaun’s, na Rua Teresa, 1.241 - Alto da Serra em Petrópolis.

Fonte: Planeg Publicidade

Por Redação

Publicidade
728x90
3 Tenis 189