ÚLTIMAS NOTÍCIAS
ÚLTIMAS

Patrulha Maria da Penha faz um ano hoje e 38º BPM comemora sucesso do projeto na região

Guardiões da Vida tem como objetivo ajudar mulheres vítimas de violência doméstica

Estado do Rio - (Polícia) - Quarta, 05 de Agosto de 2020 às 06:00 horas.

Atualizado em Terça, 04 de Agosto de 2020 às 20:25 horas.

  Patrulha Maria da Penha faz um ano hoje e 38º BPM comemora sucesso do projeto na região

Há um ano a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro deu início ao desafio de levar aos quatro cantos do Estado um olhar diferenciado às mulheres em situação de violência doméstica.
O projeto Patrulha Maria da Penha - Guardiões da Vida, desde sua implantação até o mês julho de 2019, atendeu cerca de 1.500 casos em Três Rios e região e em todo estado 11.143 mulheres, das quais 8.488 têm medida protetiva expedida pela Justiça e são regularmente assistidas pelas equipes do programa que monitoram e fiscalizam o cumprimento da decisão judicial.
Na região, atualmente o projeto também da assistência às vítimas de Paraíba do Sul, Sapucaia, Areal e Comendador Levy Gasparian.
O Guardiões da Vida, hoje conta com cinco integrantes: a sargento Hortência, o sargento César a cabo Cristiane, sargento Galvão e cabo Juliana.
“Quando iniciamos, nós trabalhávamos pro conta própria, quando surgiu a parceria com o judiciário fomos desenvolvendo vários projetos de prevenção, como projeto para adolescentes, projetos de mulheres que voltam a se relacionar, projeto com autores que cumprem medida protetiva e outros. Com isso foi formado o programa Flor de Lótus. Graças aos números que foram alcançados esse virou a ser um projeto do Estado”, reforça a sargento Hortência.
Com o apoio de algumas parcerias, Juizado de Violência Doméstica, Secretaria de Saúde (com atendimento psicológico para as vítimas), Secretaria de Promoção Social, através do Creas, CRAS, Caps AD (para encaminhamentos de usuários de álcool e drogas ou atendimento social), Secretaria de Educação (para a realização de palestras de conscientização acerca do tema), o projeto trabalha seguindo a proposta de Polícia de Proximidade, com orientações, sempre buscando a prevenção e solução para os casos de violência doméstica.
“Comecei a trabalhar com a equipe de Guardiões da Vida no segundo semestre de 2015, sendo que até então me angustiava o fato das medidas protetivas deferidas pelo Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra mulher não garantir a integridade física e psicológica das vítimas. Com o trabalho dos Guardiões da Vida a proteção que a Lei Maria da Penha visa garantir as mulheres vítimas de violência doméstica passou a ser efetiva e integral, sendo que desde então não registramos mais nenhum caso de feminicídio íntimo, tendo a última tentativa ocorrido no final do ano de 2017. Os Guardiões da Vida são os “anjos da guarda” do Juizado de Violência Doméstica, sendo que esse trabalho em parceria vem rendendo frutos positivos para toda a sociedade, levando a criação do programa flor de lótus que visa resgatar e dar dignidade a todas as mulheres vítimas de violência doméstica mostrando a elas que não estão sozinhas e que é possível uma vida sem violência”, explicou a juíza Élen de Freitas quando o projeto começou.
O projeto do 38º BPM também ganhou notoriedade na CPI do Feminicídio, que foi presidida pela deputada Martha Rocha com intuito discutir esse tipo de crime contra mulheres. Os Guardiões estiveram em abril na Assembleia Legislativa do Rio e falaram que Três Rios e região conseguiram zerar o feminicídio, desde 2015.
Além do Rio, o projeto tem ganhado destaque nacional. O deputado estadual do Sergipe, Gilmar Carvalho (PSC), em março defendeu na tribuna da Assembleia Legislativa, a implantação do Guardiões da Vida e citou o bom trabalho que vem sendo feito em Três Rios.

Por Zeca Lima

Crédito da Foto: Divulgação

Publicidade