Secretária Mun. de Saúde aceita convite do presidente da câmara e fala sobre as subvenções ao Hospit

Paraíba do Sul - (Saúde) - Sábado, 12 de Outubro de 2019.

Secretária Mun. de Saúde aceita convite do presidente da câmara e fala sobre as subvenções ao Hospit

O Hospital de Clínicas Nossa Senhora da Piedade, em Paraíba do Sul, é uma entidade ligada à Irmandade Nossa Senhora da Piedade e vem sendo subsidiado pela Prefeitura Municipal de Paraíba do Sul em uma cogestão participativa.
O vereador Marquinhos Carismático enviou para a plenária do legislativo um requerimento inquerindo sobre os repasses da Prefeitura ao hospital. O Presidente da Câmara, Claudão do Povo, convidou através de ofício da Mesa Diretora à secretária municipal de Saúde, Isabel Mendonça, que, através de demonstrativos, apresentou um relatório com débitos com o hospital.
Em junho de 2019 a Prefeitura repassou um valor de R$ 332.397,36 pagos; em julho, o repasse seria de R$ 361.568,77, que segundo o demonstrativo existe prestação de contas em análise. O mesmo valor vale para os meses subsequentes, agosto e setembro. Segundo ainda o relatório, houve pagamento de parcelas de R$ 48.946,31 nos meses de julho, agosto e setembro.
A diretora do N. Sra da Piedade, Jeisan Bernardes, informou que a provedoria da irmandade, que é mantenedora do hospital, não vem realizando repasses dos laudêmios para a principal unidade de saúde de Paraíba do Sul, como determina o próprio estatuto da Irmandade Nossa Senhora da Piedade.
“Não estamos recebendo nenhum repasse para o hospital, os laudêmios não são repassados. Não sabemos nem os valores montantes em doações que chegam para a irmandade. Nada é repassado e nada é transparente na atual gestão do provedor responsável pela Irmandade N. Sra da Piedade, explica Jeisan Bernardes.
O vereador, em seu requerimento, também perguntou sobre o termo de cogestão da Irmandade N. Sra da Piedade com o Fundo Municipal de Saúde, o FMS.
A Secretaria Municipal de Saúde informou que a entidade tem que comprovar mensalmente a aplicação de cada parcela repassada na forma da legislação aplicável, e que o poder público fica encarregado de fiscalizar os gastos detalhadamente, sob pena de suspensão da transferência. Por isso alguns repasses estão em análises.
Em outros questionamentos importantes feitos pelo vereador, foi se o hospital tem dívidas com seus fornecedores e se existe algum setor da unidade que tenha sido comprometido pela falta de repasses.
Isabel Mendonça disse que há dívidas sim do hospital com seus fornecedores, um déficit desde 2010 conforme relatório do FMS. E sobre a falta de insumos e medicamentos, a secretária afirmou categoricamente em seu relatório que não há falta de medicamentos e nem materiais e que o Hospital de Clínicas N. Sra da Piedade conta com atendimento de excelência com profissionais técnicos e qualificados.
Claudão do Povo elogiou a postura da secretária Isabel Mendonça pela oportunidade de esclarecer à população e aos vereadores sobre a real situação da importante unidade hospitalar de Paraíba do Sul.
“Sabemos da importância do hospital para a nossa população e quanto de investimentos vêm sendo aplicados nessa cogestão da Prefeitura com a Irmandade que é mantenedora do hospital. Em toda região Centro-Sul Fluminense somos o único município que subvenciona um hospital filantrópico. Isso nos dá a exata dimensão da responsabilidade que o poder público em Paraíba do Sul tem com o povo. Até a data presente a Prefeitura Municipal já repassou mais de meio milhão de reais para o hospital - R$ 5.004.765,14 – disse Claudão do Povo.
A secretária Municipal de Saúde, Isabel Mendonça, finalizou dizendo que a cogestão é de vital importância para o funcionamento da unidade hospitalar e que além dos repasses vem realizando doações e ações de fortalecimento.
“A Secretaria Municipal de Saúde, além dos subsídios repassados para o hospital, vem realizando doações de insumos como seringas, aquisição de equipamentos e materiais permanentes, recursos e emendas de deputados federais, cessão de equipamentos como mamógrafo através do Consorcio Intermunicipal de Saúde e outras implementações importantes para o funcionamento do Hospital de Clínicas N. Sra da Piedade”, finalizou Isabel Mendonça. Ascom CMPS


Por Redação

Crédito da Foto: Divulgação Ass. CMPS

Publicidade
3 Tenis 189