Senso crítico, conhecimento de mundo e criatividade são os pilares dos projetos Cine Marco Antônio e

Três Rios - (Educação) - Sexta, 03 de Maio de 2019.

Senso crítico, conhecimento de mundo e criatividade são os pilares dos projetos Cine Marco Antônio e

A preocupação com a formação do cidadão e sua visão crítica sob os aspectos sociais, políticos e econômicos são palavras de ordem. Atento a estas questões, o Elite Rede de Ensino realiza anualmente os projetos Cine Marco Antônio e Vernissage que têm como propósito a formação do cidadão em uma era em que somos bombardeados de todos os tipos de informações.
No projeto Cine Marco Antônio, os alunos são responsáveis pela produção de vídeos, podendo ser telejornal, novela, documentário ou curta. Os vídeos são sobre temas contemporâneos. Esse ano serão focados nos artigos da Declaração dos Direitos Humanos. Assuntos como direito à justiça, reforma da previdência e direito à saúde estarão na pauta.
Os assuntos são trabalhados entre os grupos da 1ª e 2ª séries do Ensino Médio. Após as informações reunidas, inicia-se o processo de produção dos vídeos. Em paralelo, há a produção da parte escrita.
Os alunos utilizam desde câmeras de celular a equipamentos de alta definição. Tendo como pilares as disciplinas de História, Geografia, Sociologia e Filosofia - eles assumem as funções de atores, produtores, editores e até diretores. O Cine Marco Antônio – homenagem a um falecido professor do Elite – dura de dois a três meses. Com o trabalho concluído, a etapa seguinte é o Oscar Cine Marco Antônio: uma espécie de Oscar Estudantil com a apresentação e premiação dos trabalhos.
Raciocínio crítico aguçado
Por intermédio do Cine Marco Antônio, cria-se um ambiente propício à discussão e ao debate. Além de ajudar na formação do estudante como cidadão, o projeto auxilia bastante os alunos a chegarem à 3ª série do Ensino Médio preparados para fazerem uma boa redação no Enem. O exame tem como marca explorar temas atuais nas redações.
“É um festival em que os alunos são convidados a refletirem sobre diferentes problemas sociais, relacionados tanto ao seu universo e às suas experiências, quanto aos assuntos abordados nas aulas de História, Geografia, Filosofia e Sociologia. Em 2019, o tema central escolhido é a Declaração Universal dos Direitos Humanos. Dessa forma, os grupos selecionaram um artigo da Declaração e - a partir de suas interpretações e das orientações de seus professores - produzem os vídeos. É um evento que dá aos os jovens a oportunidade de mostrarem como pensam e como veem o mundo”, explica Caroline Lucena, coordenadora do pré-vestibular do Elite Rede de Ensino.
Mostra cultural
Outro programa que vale destaque é o Vernissage. Consiste em uma mostra cultural feita por alunos do Fundamental II, Educação Infantil e Fundamental I, a partir de releituras de obras consagradas. As turmas estudam, discutem em sala e têm como tarefa enxergar o tema dentro da arte. Os estudantes elaboram a mostra cultural com produção de pinturas, telas e outros materiais.
O tema do Fundamental II será a diversidade cultural brasileira. Alguns dos assuntos: literatura de cordel - a poesia popular, capoeira - a herança da resistência e a influência germânica no sul do Brasil. Este ano, os alunos da Educação Infantil irão conhecer a vida e obras de pintores como Giuseppe Arcimboldo e Romero Britto. Já os estudantes do Fundamental I irão trabalhar nos temas dos livros paradidáticos indicados pelos professores.
A coordenadora de artes do Elite Rede de Ensino, Ingrid Martins, destaca a relevância do trabalho. “No Vernissage, os alunos têm a oportunidade de conhecerem obras e artistas, ampliando seus conhecimentos e sua visão de mundo”. Para Ingrid o projeto é de extrema importância para o desenvolvimento do estudante. Através da pintura os alunos podem explorar e criar, estimulando criatividade, coordenação motora, percepção espacial, além de aumentar a capacidade de concentração e expressão. Assessoria Rede Elite

Por Redação

Crédito da Foto: Divulgação Rede Elite

Publicidade
728x90
3 Tenis 189