Três Rios tem casos de Chikungunya e Dengue confirmados

Mais de 40 notificações já contabilizadas pelo município

Três Rios - (Saúde) - Quarta, 09 de Janeiro de 2019.

Três Rios tem casos de Chikungunya e Dengue confirmados

Com a chegada do calor a incidência do mosquito Aedes aegypti aumenta e com ele o risco de ter Dengue, Chikungunya, Zika e Febre Amarela. As tempestades de verão, fazem o que a água acumule em alguns pontos como calhas, buracos, caixas d’água destampadas, piscinas que não são usadas, pneus, garrafas pets, entre outros, lugares ideais para os mosquitos se proliferarem.

Em Três Rios, mais de 40 casos foram notificados, sendo confirmados 4 de Chikungunya e um de Dengue. O bairro Ponto Azul é onde se encontra maior foco de larvas do mosquito aedes aegypti, segundo a prefeitura, três mutirões foram feitos neste bairro.

“As Ações foram intensificadas em todos os bairros da cidade, com visitas em residências e no comércio com orientações à população, além do trabalho de coleta de larvas, carro fumacê, dedetização e eliminação de criadouros”, diz a nota do poder executivo.

Moura Brasil, Triângulo, Pilões e Cantagalo, Centro, também há focos do mosquito e 80% deles são encontrados dentro das residências. "A responsabilidade é de todos. O combate ao mosquito só se tornará eficaz quando todas as partes envolvidas estiverem cientes e comprometidas com o bem-estar da população", explicou o coordenador de pontos estratégicos e serviços externos, Eduardo Ribeiro Alves.


Transmissão

A principal forma de transmissão é pela picada dos mosquitos Aedes aegypti. Há registros de transmissão vertical (gestante - bebê) e por transfusão de sangue. Existem quatro tipos diferentes de vírus do dengue: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4.

Prevenção

Uma forma de prevenção é acabar com o mosquito, mantendo o domicílio sempre limpo, eliminando os possíveis criadouros. Roupas que minimizem a exposição da pele durante o dia, quando os mosquitos são mais ativos, proporcionam alguma proteção às picadas e podem ser adotadas principalmente durante surtos.

Repelentes e inseticidas também podem ser usados, seguindo as instruções do rótulo. Mosquiteiros proporcionam boa proteção para aqueles que dormem durante o dia (por exemplo: bebês, pessoas acamadas e trabalhadores noturnos). Fonte: Fiocruz

Por Aline Carius

Publicidade
B03 - 300x250